quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

CHIADO do CARRO DE BOI


Assim, sem mais delongas, aqui entre carros de última geração, lembrei que não ouvi dessa vez o som triste do chiado do carro de boi......será que mataram todos os bois em nome do progresso? Será que todos eles se modernizaram e são agora carros silenciosos ? Que coisa mais sem graça! Lembro das idas ao sítio de tia Osana , nossa, que nome mais moderno hoje, lembra Obama....Osama....Osana.....bem, íamos eu, meus pais, minha irmã e meu irmão mais novo. Lembro de olhar pela janela dos fundos da casa, isso mesmo, aquelas casas típicas dos sítios de Pernambuco e admirar a imensa quantidade de pés de manga do "quintal".Quintal? Era muita manga, lembro também que minha mãe e minha irmã quase se perdiam de tanto chupar as doces mangas.......voltavam com mãos e bocas amarelas...então me pareciam sujas, hoje, de um colorido incrível, difícil de esquecer e que nenhum pintor imitaria tal nuance......seria a cor da saudade?
Lembro da tarde caindo......uma mansidão que não tem explicação e....
lá longe, uma mancha e um gemido tão sofrido, tão agudo , que nem sei porque lembrei dele agora. Ficava olhando aquele quadro como a saber que muitos anos depois ele renasceria em minha mente! O carro se aproximava e na frente um homem com uma vara? Um pedaço de madeira? Um bambú? Vinha confiante, como a comandar uma tropa! E o carro gemia e aquele chiado entrava em meus ouvidos a marcar para sempre aquele momento. Houve outros carros, muitos! E dessa vez não os ouvi.........
Soube que os bois se acostumam tanto com o condutor, que com um simples chamado dele, já se alinham para serem encangados...a eterna parceria.....pesquisei um pouco:

"O carro é composto por duas rodas, uma mesa de madeira e um eixo. As rodas são feitas de madeira de boa qualidade, com um anel de ferro de forma circular nas extremidades, para garantir maior resistência. Primitivamente, o carro não era ferrado e as pessoas diziam que “o carro andava na madeira”. A grade possui cerca de três metros de comprimento por um e meio de largura, com duas peças mais resistentes de cada lado e uma terceira no meio, mais comprida, destinada a atrelar o carro à canga, uma peça, também de madeira, com mais ou menos um metro de comprimento, contendo um corte anatômico para assentar bem no pescoço do boi, sendo segura por uma correia de couro chamada de brocha. A grade é apoiada sobre um eixo. O ponto de apoio da grade sobre o eixo são duas peças de madeira chamadas cocão. O chiado ou cantiga característica do carro de boi é produzido pelo atrito do cocão sobre o eixo."


É isso mesmo....a cantiga..... esse é o nome certo ...a cantiga do carro de boi. Tenho uma foto em algum lugar , em pé, feliz no carro de boi, em Calderões. Naquele tempo , o chiado não era melancólico....nem triste. Era lindo! O chiado do carro de boi se mistura a saudade e a beleza de tudo que vivi. Deus, me livre de no próximo encontro não procurar um carro de boi.....e cantar êeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee boi!!!

Clique na seta e ouça o chiado do carro de boi.

boa semana
bjussssss Ana Luna - São Paulo

-------------------
(*) Fotos da CIT e uma de Gildo enviada por Ana Luna. Todos dos arredores de Bom Conselho.

Nenhum comentário: