domingo, 15 de março de 2009

A "Arapongagem"




Deixaram-me um pacote na sede da CIT, em Recife. Ao Senhor Diretor Presidente. Trouxeram-me o pacote. Abri-o com cuidado, mas sem susto. Um pacote é um pacote. Havia uma fita gravada e um bilhete. Neste estava escrito com letras de forma, tiradas de algum jornal ou revista: “Vejam o que estão conversando em sua empresa”. Logo abaixo duas letras: P.Q. Se houvesse mais um P. no final, bastava o “vá para” na frente para fazer sentido. Mas eram só duas letras. Fui ouvir a fita para ver se achava algum sentido nas letras.
Havia algum chiado, porém, era absolutamente audível. Distinguiam-se bem as vozes de Lucinha Peixoto e de José Andando de Costas. Vi também que a conversa era na mesa da Lucinha, que tem o hábito de levar um radinho de pilha que fica tocando baixinho (ela diz que são “Clássicos” relaxantes), mas não tanto para escapar do gravador clandestino. Ouvi a fita até o fim. O que foi conversado entre os dois era quase lugar comum na empresa, já discutido em outras reuniões mas, longe de mim dizer que o que se conversou ou foi dito represente a posição da CIT, aqui cada um é livre para opinar. Chamei Lucinha e Zé Andando mostrando-os a gravação. A reação de Lucinha foi taxativa e veemente:
- Então estão gravando conversas aqui na CIT? Isto só pode ser uma brincadeira de mau gosto. Grampos na CIT? Meu Deus aonde estamos?
Eu os acalmei e disse: como castigo para vocês, por conversar na hora do expediente, vocês vão transcrever, sem cortes nem edição todo o teor desta fita, e o publicaremos. Assim foi ordenado e assim foi feito. A transcrição da fita está aí em baixo, sendo assinada pelos dois. Lucinha diz que continuará conversando, embora, agora na hora do almoço, e olhando para os lados.
No entanto, fiquei encafifado por não saber o que significava o bilhete e principalmente as letras P.Q. no final. Ainda quero saber quem é o autor da brincadeira de “arapongagem”.
No dia seguinte li em num jornal: “Prorrogada pela quinta vez, a CPI dos Grampos começou ontem novo capítulo de atividades convocando para prestar depoimento o delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz....”
As iniciais, meu Deus, a ABIN, nãoooooooooo....

Diretor Presidente
*****************
C O N V E R S A:

- Bom dia, Lucinha!
- Bom dia, Zé Andando, como estão as coisas?
- Mais ou menos. O pessoal está reagindo aos meus conselhos, como revisor. Não querem mais saber de Reforma Ortográfica, nem mesmo para os erros crassos que alguns cometem de concordância ou regência. Inclusive você, Lucinha.
- Zé, pelo amor de Deus, eu escrevo há séculos, todo mundo me entende, já fui até convidada uma vez para Academia Virtual Pedro de Lara, no site de Bom Conselho. Falando nisso, agora chegou outra escritora lá. Maria Caliel, dizem que é boa, mas ainda não tive tempo de lê-la; o Zé Fernandes escreveu um poema em homenagem a ela, o Diretor aprovou a divulgação. Apesar de alguns desentendimentos, no passado, acho Zé Fernandes um ótimo poeta. Como estava falando, com este tempo de escrita você vem me dizer que devo escrever “saite” em vez de site. Me poupe, né Zé.
- Por falar em Academia, a quantas anda a Academia de Verdade, não a virtual, mas a outra para a qual Pedro de Lara venceu a eleição para patrono?
- Sei lá. Já estou pensando que aqueles que disseram que tudo isto não passaria de uma fogueira de vaidades, é que estavam certos. Zé Arnaldo que lançou a ideia, sumiu do site. O Andarilho, quando chegou lá só falava em Academia, agora só fala em encontros de papacaceiros, que acontecerão apenas no próximo ano, saúda os visitantes do mural, e lança candidatos a deputado. Só este ano escreveu mais de 100 artigos, li alguns, academia zero. O único que atualmente demonstra ainda um certo interesse é o Zetinho mas, penso que ele não mora em Bom Conselho nem consegue um líder da terra para tocar o projeto. O único que eu achava capaz de faze-lo é o Alexandre Vieira, mas é contra a Academia. Não vejo muita saída não.
- Por que você não vai a Bom Conselho conversar com os intelectuais que moram lá, como Geraldo Guedes, Fernando Benjoino, João Nelson, Edjasme Tavares que agora está morando em Garanhuns, e outros, que agora não lembro?
- Até parece que tu não conheces minha vida aqui. Eu, por acaso, tenho algum tempo para sair daqui? Lembra que agora não temos mais nem hospedagem em Caldeirões? Se eu lutar mais um pouquinho por esta Academia, tem que ser no virtual mesmo. E lhe confesso, caro amigo, só o faço por causa do Pedro de Lara. Não só pela pessoa que foi mas pelo que ele representa para Bom Conselho. Vivi em Bom Conselho durante anos. Gente do povo era considerada maluca. Um vez fui entrar num baile de carnaval lá no Centro, até hoje não sei porque chamavam de Centro, pois lá havia um baile de clube chamado O Amigo da Onça, onde só entravam os meninos da chamada sociedade. Me barraram, porque eu não estava fantasiada. Se fosse hoje eu dizia como Joãozinho Trinta: estou fantasiada de pobre. Sendo Pedro de Lara o patrono, nossa elite intelectual tirou o corpo fora. Para ser justa, menos o Zetinho, que apesar de lutar pelo Dantas Barreto, aceitou o veredicto da nossa enquete. Dos outros interessados, ninguém mais deu um pio.
- E aquela tua ideia de começar pela Academia virtual? Pensastes alguma coisa mais?
- Não tem jeito. Ninguém quer botar o guizo no gato. Mesmo começando pela Academia Virtual, alguém tem que tomar a iniciativa. Existem bons escritores lá, mas grande parte escreveu alguns artigos há muito tempo, outros entraram porque escreveram quatro linhas no mural, e daqueles que realmente tem participação, a maioria gosta mesmo é de escrever e não coordenar um processo de criação de uma Academia Real, via Academia Virtual. Agora, com o Mural do site, eletrônico, não há mais censura às mensagens, mas há a limitação de caracteres, e se torna um meio perigoso de escolha de Imortais. Poderão ficar conhecidos como Imortais de 1000 toques. Confesso que não sei mais qual o processo de escolha.
- Por que você não propõe ao Diretor Presidente que a CIT entre neste processo de organização?
- Você não estava aqui na época em que deixamos de escrever para o Mural do site de Bom Conselho. A forma como saímos, e tivemos nossas razões, deu a impressão, principalmente para aqueles que, quando tem contrariados os seus interesses de aparecer, ficam botando cabelo em ovo, que estávamos brigando com o site e com a academia virtual, quando nunca tivemos esta intenção. Hoje já conseguimos convencer alguns que o Blog da CIT foi criado para complementar o site, e não para substituí-lo. Alguns já publicam seus artigos nos dois veículos, e também na A Gazeta. Isto só pode mais do que triplicar o que a arte de escrever pode fazer por Bom Conselho. No entanto, alguns, felizmente uma minoria tão pequena que quase passa à categoria do Eu Sozinho, ainda teima em boicotar nossas ações. Ao invés de verem o que escrevemos ficam o tempo todo indagando quem somos nós. Dizendo que eu não sou eu, você não é você, o Diretor Presidente é outro, como se houvesse importância que a pessoa que escreveu o Evangelho de São Marcos se chamasse Plínio, ou que Moisés teria menos méritos em escrever o Pentateuco por se chamar Davi. Defendo que mesmo O Andarilho só deve ser criticado pelo que escreve e não porque é um Capelão e se chama Osório. Mas, o Blog da CIT, está cumprindo o seu papel de ser mais um órgão cultural e informativo para Bom Conselho sem fugir do objetivo maior da empresa de proporcionar aos seus clientes Risos e Emoções. São quase 1000 acessos por mês, até agora. Lembre-se Zé, existem emoções de todo tipo.
- Em suma......?
- Seria difícil mesmo que alguns não fossem tão vaidosos ao ponto de colocar em risco os desejos de uma comunidade inteira para aparecer, e havendo estes, meu amigo, a coisa torna-se ainda mais complicada. Mas, como dizia meu pai, quando eu queria um vestido novo no dia de ano: Se não tiver o vestido novo, vista um velho e faça uma cara nova, alegre, confiante e tranqüila.
- Lucinha, vendo você falar quase perdi a hora, tem um artigo do Jameson pra ler. See you later!
- Zé, tu vistes algum ruído aqui por perto, parecia um gravador? Não, nada...Té.




José Andando de Costas - jad67@citltda.com

Lucinha Peixoto (Protestando contra a "Arapongagem") - lucinhapeixoto@citltda.com

Nenhum comentário: