sábado, 25 de abril de 2009

A Bobagem



Quando começamos nossa vida só podemos dizer bobagens pequeninas, porque não falamos. Uh! Guh! Ah! Hi! À medida que os anos vão passando as bobagens vão aumentando porque existem muitas delas que você ouve pelo caminho, por pensar que são importantes.
A um determinado ponto da vida começa a ficar insuportável carregar tantas bobagens, pesa demais, então você pode escolher: ficar sentado à beira do caminho, esperando que alguém o ajude, dizendo o que é bobagem e o que não é, o que é difícil, pois todos que passarem por ali já terão a cabeça cheia com suas próprias bobagens.
Você pode ficar a vida inteira com suas bobagens, ou você pode aliviar o peso, esvaziando sua cabeça por conta própria.
Mas, o que tirar? Você começa tirando tudo para fora... veja o que tem dentro: Amor, Amizade... nossa! Tem bastante, curioso, não pesa nada... Não são bobagens.
Tem algo pesado... você faz força para tirar.... era a Raiva - como ela pesa! Que “bobajona”.
Aí você começa a tirar, tirar e aparecem a Incompreensão, Medo, Pessimismo, Discursos do “cara”, PAC... nesse momento, a candidatura da Mãe do PAC quase te puxa pra dentro de você mesmo .... Mas você puxa-a para fora com toda a força, e no fundo de sua alma aparece um Sorriso de outro candidato, que estava sufocado diante de tantas bobagens. Mas, cuidado com o sorriso, às vezes é outra bobagem.
Pula para fora outro sorriso e mais outro, e aí sai a Felicidade... Aí você coloca as mãos dentro do seu coração e tira prá fora um monte de Tristeza...
Agora, você vai ter que procurar a Paciência dentro de você, pois vai precisar bastante...
Procure então o resto: a Força, Esperança, Coragem, Entusiasmo, Equilíbrio, Responsabilidade, Tolerância e o Bom e Velho Humor. Tire o Senado também. Deixe de lado, depois você pensa o que fazer com ele...
Bem, você está livre de muitas bobagens e está pronto para seguir caminho. Mas, pense bem em quem vai acreditar de novo. Cuidado com “Minha Casa minha vida”,o “Fome Zero” e o “Bolsa Família”, sem critérios sérios eles podem se tornar uma grande bobagem, e pesarão na sua vida outra vez.
Agora é com você. E não se esqueça de verificar se está acreditando em bobagens de novo, pois o caminho é MUITO, MUITO LONGO, e as bobagens poderão pesar novamente.

Lucinha Peixoto
(*) – Este texto é uma paráfrase de um texto que vagueia na internet, as vezes com o título de Sua Vida, outras como o título de A Bagagem, etc., de autor desconhecido.

Nenhum comentário: