quarta-feira, 15 de abril de 2009

MURAL DO BLOG - Página 10

***************
***************
Este é o nosso Mural. Aqui serão publicados textos curtos e menos elaborados do que nas postagens principais. Isto não implica que eles não sejam importantes, apenas que tem outros objetivos no seu caráter informacional. Serão recados rápidos, réplicas ligeiras e até mesmo desabafos. Com a continuação estes objetivos irão cada vez ficando mais claros.

Para participar enviem-nos e-mails para:muraldoblog@citltda.com , com seus nomes completos. Serão aceitos pseudônimos, desde que antes nos mande mensagem declarando sua verdadeira identidade, que prometemos manter no anonimato.

Nosso conselho editorial escolherá aqueles que serão publicados, o que será feito o mais rápido possível.

O critério fundamental para publicação é o respeito à moral e aos bons costumes. O que vem a ser isso só o tempo dirá já que seremos os julgadores. As normas se adaptarão e serão melhoradas com casos concretos. Temos que começar de alguma forma. Ajudem-nos a melhorar nosso Mural, participando.
***************
***************


Caro José Fernandes,

Quanto a questão política eu não me meto, pois como diz a Lucinha o muro está bom e quentinho. Entretanto, acho razoável e salutar que seja discutida por outros. É impossível evitar. No que me toca mais de perto é o porquê do Mural do Blog não mais se movimentou. O motivo foi o contrário do que você suponhe. Chegaram mais mensagens do que antes para serem publicadas, infelizmente, em sua maioria eram repasses de e-mails com implicações político/eleitorais, que achamos convenientes não publicar. Mantivemos apenas a publicação para as postagens normais, e foram estas, pelo menos aquelas com conteúdo político, que permaneceram. Como estas eram básicamente de Zezinho de Caetés e Lucinha, houve um viés ideológico no Blog. O único petistas em nossas hostes, o Sandoval Brito, não quer escrever. Quanto ao Mural, como não poderíamos publicar todos, resolvemos não publicar nenhum. Agora que as eleições passaram, talvez o Mural volte a desempenhar o seu papel. Já fizemos reuniões para abrir os comentários, mas temos um problema: Quem os administrará? Não somos um blog comum de uma pessoa só, somos um grupo, e fica difícil, mas estamos pensando em fórmulas que satisfaçam a todos.
O que foi importante para nós, é que nossa audiência subiu muito com o processo eleitoral. Não sei se foi para xingar a Lucinha ou para se instruir como você diz, bondosamente, que o faz. Mas, em termos de leitura, nunca tivemos tão bem. O bom deste tipo de comunicação é que sabemos exatamente quantos nos lêem, da mesma forma que os autores de livros medem seu sucesso pelo número de livros vendidos. Nunca saberemos se eles estão comprando para alimentar o fogo da lareira, ou no caso do blog, se eles estão acessando o blog para exercitar os dedos ao teclar. Isto nunca saberemos, e por isso confiamos.
Mas, talvez você tenha razão, quando diz que as ideias políticas devem ter influenciado a ida ao Mural. Você sabe que a cultura política de nossa terra ainda não admite oposição nem democracia, mas isto está melhorando. Continuamos na época do Coronel, o que levou grande parte daqueles de nossa geração a ter medo de falar do governo e de se afastar de quem o faz. Eu sempre digo a Lucinha, que se os seus propósitos, pelo menos levarem, a que nosso povo descubra que não é porque é governo que é certo e não é porque é oposição que é errado, e que ambos quando cumprem o seu papel estão certos, já valeu a pena administrar esta “gang” da CIT.
Aguardamos os seus artigos, sejam eles contra ou a favor de quem quer que seja, porque sei quando você se expressa assume a responsabilidade com o que diz. E aqui, fique certo, jamais consideraremos discordância como ofensa pessoal, como parece acontecer com alguns em nossa terra.
Obrigado por reinaugurar o Mural.

Diretor Presidente – diretorpresidente@citltda.com
18.11.2010
***************

Amigos (as),

No último sábado, 13.11, estava eu saindo para a Fliporto de Olinda. Dei uma olhada nos e-malas e li um deles. Neste, um amigo me alertava: "Não responda ao Zezinho de Caetés." Não sabendo a que esse amigo se referia, respondi: "Não li nada, nem tenho tempo de ler. Estou saindo para a Fliporto. Depois falaremos."

Na segunda-feira, à noite, li as (des)considerações do Zezinho a meu respeito. E mais as considerações dele a respeito dos fatos políticos. Como tenho outras ocupações e não tenho a pressa, nem a ânsia que o Zezinho teve de contestar em 48 horas, estou em paz.

Todavia, se eu entender que vale a pena dar continuidade a esse alarido, farei. Sei que argumentos NÃO me faltam, NEM faltarão. - Enquanto não respondo, cuido das minhas tarefas. - E nas horas vagas, que são pouquíssimas, leio o blog da CIT para me instruir. Se faltar tempo para ler os artigos do blog, leio o twitter da Lucinha. E fico instruído de todo jeito.

EM TEMPO: 1. Observo que o Mural do Blog está parado desde 11.10. Será efeito da campanha política? Talvez isso tenha afastado os usuários do Mural. - 2. Noto, também, que a Eliúde não mais escreveu as suas amenas crônicas! Por quê? Só ela para nos responder. Se julgar necessário e conveniente. Mas eu sinto falta, sinceramente./.

Abraços, José Fernandes Costa - jfc1937@yahoo.com.br


17.11.2010
***************
EMBRAPA EM BOM CONSELHO

Conforme noticiou a GAZETA -274-16/09 em manchete de 1ª página, conseguimos realizar em Bom Conselho reunião de técnicos de altíssimo nível (todos com Mestrado e Doutorado) para implantação de Projeto visando consolidar alternativas alimentares para bovinos de leite ,com forrageiras capazes e próprias para produção econômica, em nossa Região -visando reduzir custos da produção leiteira, ou seja um modelo produtivo próprio para o semiárido. Como temos o privilégio de possuir 3 micro-regiões distintas(Mata,Agreste e Sertão) as pesquisas feitas em nossa terra servirão para propagação em todo o Nordeste, tendo como referencia nossa Bom Conselho. Servindo também como semente de implantação de um Núcleo de Pesquisas da EMBRAPA em Bom Conselho, que a cada dia mais se consolida como a futura Agrocapital do Leite. Além do MAPA(Ministério da Agricultura) participarão nos trabalhos, o CNPq- UFRPE-ADAGRO-, IPA-SNC, - entre outros. Avante Bom Conselho!

Valfrido Curvelo - valfridocurvelo@gmail.com
11.10.2010
**************

Gostaria de saber se há algum projeto ambiental especifico por parte do poder público para a área e todo o entorno do açude da nação. Vejamos que o município tem um potencial hídrico muito bom que pode ser transformado em uma área onde a população de bom conselho possa usufruir para o lazer, pois tornar essa área em um parque temático ambiental com toda uma infraestrutura completa sem que houvesse degradação da área e não causasse mais ainda impactos ambientais. Alguns dos Ministérios como Meio Ambiente, Integração Nacional e das Cidades dispõe de recursos para esse tipo de projeto ou ação (ambiental e toda estrutura física) desde que sejam elaborados e encaminhados por parte do poder público.
Obrigado

Jean Ramos - jj.ramos@bol.com.br
10.10.2010
***************

Roberto,

Obrigada por matar minha curiosidade sobre a linda jovem. É pena que nem ela nem seus netos tenham mais idade para ir ver o Patati e o Patatá amanhã, o que verei com meu neto, se minha filha não implicar é claro. Beijos para suas filhas e parabéns antecipados para Vitória, e um abraço para você de

Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com
09.10.2010
***************

A garota da foto é Vitória, minha filha, que completa 12 anos na próxima terça-feira, dia de Nossa Senhora Aparecida. Também tenho dois netos com idade aproximada a dela. Grande abraço.

Roberto Almeida - robertoalmeidacsc@gmail.com
09.10.2010
***************

Caro Amigo José Fernandes,

Sempre é um prazer agir para publicar o que você escreve. Discordar é da vida de seres pensantes, e por isso digo que a Dilma não discorda do Lula de jeito nenhum. Quanto ao Mural de Bom Conselho, eu também estive lá e vi as propagandas políticas e não sou contra. Cada um deve se manifestar como pode e nós em acreditar como devemos. Não gosto de censura, mesmo que seja aquelas de D. Lourdes Cardoso, brigando comigo na Igreja porque eu gostava de cruzar as pernas. Vi também o amigo Beto Guerra, grande jogador de voleibol, ele e a Juanita formavam um dupla imbatível, implorando para não lhe mandar e-mails políticos, eu já parei. Agora quanto ao Mural eu discordo um pouco tanto dele como de você, a não ser quanto a publicação de certas coisas de mal gosto, que você cita e são de gente de baixo nível. Mas, dizer que a Dilma era a favor do aborto, penso que pode. Como dizer também que o Serra também era. E também dizer que eu também sou. Todos temos os “em certos casos”.
O que penso realmente é que o Mural fica tão chato quando só serve para elogios mútuos, parabenizações e obituários, que um pouquinho de política, religião e futebol, sem faltas violentas, são bem-vindos. Eu até iria mais por lá. Pelos menos para criticar agora linha editorial, do site como um todo, que está se transformando no Blog da Prefeita. Mesmo sabendo que o Saulo agora é seu secretário, ele tem que ver que o site não é dele, e sim da comunidade, e é para servi-la e não só ao governante de plantão, mesmo que eu simpatize muito com minha colega de gênero Judith.
Bem, mas, já estou em transe de prolixidade, neste pequeno comentário a suas explicações. Por hoje uma abraço da amiga

Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com
09.10.2010
***************
AMIGA LUCINHA E DEMAIS AMIGAS E AMIGOS DA CIT: FICAREI MAIS CONTENTE SE ESTE COMENTÁRIO ABAIXO FOR PUBLICADO NO MURAL DA CIT.

O certo é que NUNCA MAIS TIVEMOS TEMPO DE DEBATER COISAS DOS NOSSOS DIAS E DAS NOSSAS REALIDADES. Mas essa sua mensagem, Lucinha, MUITO me agradou. NUNCA pedi que ninguém excluísse o meu endereço dessas listas. NEM vou pedir. Pelo contrário, eu é que devo reconhecer e reconheço que vinha abusando desse meu pretenso direito. Isto é, de invadir os endereços de quem não quer receber "coisas" sobre as eleições. Todavia, eu quase só reenviava resultados de pesquisas. Porque recebia de um amigo ou de outro. Mas peço desculpas aos que foram incomodados por mim. E de uma coisa tenho certeza: NUNCA reenviei "coisas" de nível baixo, inferior.

De você, Lucinha, NUNCA recebi matérias de nível ruim. E sei que NÃO vou receber. Posso não concordar com tudo quanto você escreve. Mas, aí é outra história. Tanto que já tivermos divergências em tempo passado recente. Mas isso é sinal de que nós pensamos. E quem pensa, troca idéias. Quem não pensa e não tem idéias, manda desaforos. - Por isso, digo-LHE: MANTENHA O MEU NOME NA SUA LISTA DE CORRESPONDENTES!

Quanto aos que me enviaram e continuam enviando-me, fico na minha. "Bom cabrito não berra." Tenho respostas prontas para todos eles ou elas. Você mesmo e alguns dos seus/suas colegas da CIT, suponho, receberam cópias de respostas que dei a um certo cidadão que vinha achincalhando-me com ironias e grosserias. Inclusive pessoa que não liga coisa com coisa. O "samba" dele tem uma nota só. São as igrejas, a fé e o aborto. Somado (o "samba") à grosserias e ironias baratas! - E tudo indica que ele está associado com outro que já entrou num debate comigo e com você, sem sabermos nem o nome dele (do outro). Porque ele não se identifica. Isto é, esconde-se em pseudônimo.

Então, qualquer coisa que me mandem, eu aceito. E gosto do debate. Mas, doravante, abstenho-me de reencaminhar essas "mensagens" sórdidas que me chegam. Aos eleitores do Serra, que me enviam, inclusive horrores mentirosos, como o falso "estupro" de Ingrid Bettancourt, eu não perdôo. Dou o troco. - E se horrores mentirosos viessem em favor da Dilma, eu os repeliria do mesmo jeito. NÃO tolero mentiras, venham elas de onde vierem! NEM a favor de, NEM contra quem quer que seja!

O que tenho recebido desses eleitores do Serra, é o apelo dos desesperados. Dos que não têm argumentos. Ou seja, é o apelo por apelo. E vale tudo, na mente doentia dessas pessoas. - Estou com um artigo quase pronto sobre esses ataques de pessoas em desespero. - Mas vou viajar agora, no sábado 9.10. Ao voltar, concluo o artigo. E lhes mando, para a destinação que vocês bem entenderem.

De outro modo, por essas e outras, no MURAL DE BC, solidarizei-me com o Beto Guerra, que É EXCELENTE PESSOA. E aproveitei para pedir desculpas a todos (as) que tenham sido incomodados (as) por mim, injustamente. - Também, ENTENDO que o MURAL DE RECADOS DE BC, NÃO é lugar para discutir-se politicagens. Ainda mais por gente que NÃO se identifica. E ainda que se identifique, notem que o MURAL DO PORTAL DE BC, TEM outra finalidade. E sou contra, inclusive e PRINCIPALMENTE, porque a POSTAGEM É AUTOMÁTICA. - Isto é, quando o administrador do PORTAL, MENOS ESPERA, LÁ ESTÁ A BABOSEIRA! Ou seja, ESTÃO LÁ AS BOBAGENS E GROSSERIAS!- Assim penso e assim ajo. É ISSO./.

José Fernandes Costa - jfc1937@yahoo.com.br
09.10.2010
***************

Prezado Carlos,

Você é um PT do bem. Aqui o Blog também se alimenta de opiniões contrárias. Eu pelo menos odeio o pensamento único. Pensamento único só o de Deus, mesmo assim usam tanto o nome dele em vão. Um abraço da amiga

Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com
08.10.2010
***************

Lucinha:

pode continuar me mandando o que quiseres. Eu cresço com as opiniões contrárias e isto, nem sempre é o seu caso. Só alerto para o lema da sua campanha " MULHER SÓ VOTA EM HOMEM". Pode haver um ato falho e você, de repente, colocar "MULHER SÓ VETA EM HOMEM"... MAS isto também fará parte do produto. Sei que aqui no Recife, as casas que tocavam forró pé de SERRA fecharam todas. Só ficaram as que tocam FORRÓ PÉ DE DILMA.

Abraços

Carlos Sena - csena51@hotmail.com
08.10.2010
***************

Caros Amigos,

Quando li as duas mensagens abaixo, não me contive, sentei para escrever esta pequeno, dizendo a satisfação de todos aqui da CIT, por pode integrar bom-conselhense da Suécia a São Paulo. Para nós é uma festa. Abraços.

Diretor Presidente – diretorpresidente@citltda.com
17.09.2010
***************
Meus caros conterrâneos,

ao ler as matérias deste blog, o qual, tive o prazer de conhecer após indicação do Sr. Alexandre, fico pensando como nos traz conforto toda essa tecnologia, como nos aproxima muito mais, se bem usada, é de uma eficácia dos DEUSES, digo isto, porque nos meus primeiros anos em São Paulo, ia aos domingos, enfrentar uma fila imensa na TELESP(empresa de telefonia que já nem existe mais), para poder ligar e falar com meus parentes, e lógico, querer saber das notícias dos amigos de infância e, de um modo geral, da cidade em si, pois ter um telefone fixo naqueles tempos(que não tá tão longe assim) só tendo uma boa grana no bolso, hoje, porém, não conheço um conterrâneo por aqui, que não tenha seu telefone fixo, sem falar dos celulares, computadores, e toda essa parafernália de vanguarda tecnológica, e os carteiros, nossa, como eu esperava aquelas cartas, e como chorava após ler as mesmas, hoje se fala e se ver on line, hoje eu tenho este blog maravilhoso, o blog da prefeita, escuto rádios de Pernambuco no meu computador, todos os parentes que estão por aí, tem os seus celulares para se conectar rapidinho e a qualquer hora(chega de fila na TELESP aos domingos), as vezes penso tá vivendo um sonho, tá tudo indo muito rápido, mais que tá melhor, ah isso tá,temos que sermos um pouco saudosistas, pois ninguém vive sem um passado, mais que o futuro é promissor eu não tenho dúvidas, tá chegando o metrô aqui na região que moro(campo limpo, zona sul), tem tanto canal de televisão pra me ver na minha sala nas horas de folga, que falo pros meus filhos, pra que tanto canal, se no máximo, a gente consegue assistir umas 2 horas diárias, e eles falam que eu já estou ultrapassado,é brincadeira meu, e o avião, agora os nordestinos daqui descobriram esse meio de transporte, é, companheiros(que diga o lula metalúrgico)que levou tantos dias de viagens para chegar aqui, o mundo mudou, para melhor, graças a DEUS.

Luciano Vinicius - lucianovinicius@himalaiatrans.com.br
17.09.2010
***************

Prezada Lucinha,

Também é um prazer gratificante receber a sua mensagem além do Blog da CIT. Obrigada também pelo seu respeito às minhas opiniões e por
deixar o Blog CIT aberto para minha possível contribuição, prova que você é dessas pessoa raras com exercícios democráticos.
Um abraço

Josenilda Duarte - maria.felix_duarte@comhem.se
17.09.2010
***************

Lucinha

dias atrás enviei um recado para o blog, como ate agora não foi publicado estou repetindo, se puder coloque no ar.
Obrigado.

"Prezados Maria Caliel e Carlos Sena:

Muito obrigado por lerem e comentarem o meu texto. Paz e muita Luz
Abraços fraternos "

Gildo Póvoas - gildopovoas@hotmail.com
15.09.2010
***************

Amigos

fui dar uma espiadinha no blogue.
Sim , agora escrevo assim, como em Portugal.
Ameiiiiii.
As matérias sobre o 7 de setembro, estão muito boas, as fotos e o passeio em vídeo por BC, sempre comovem.
Lembro sempre de algo, um não sei o quê.
Mas sei que é bom.
parabéns!!
Bjussssss

Ana Luna - anammluna@yahoo.com.br
15.09.2010
***************

Prezado amigo Gildo,

Parabéns pelo maravilhoso texto focalizando a obra do literato português Fernando Pessoa. Eu também admiro muito este grande
escritor e poeta. Conhecer Fernando Pessoa através da sua obra nos faz sentir a capacidade do ser humano ter pluralidade.
Isso, ficou bem esclarecido nos heterônimos, os quais, ele deu características bem individuais, com biografias e mapas astrológicos
para cada um deles. Escrever sobre Fernando Pessoa é reconhecer o grande universo que existia na cabeça deste grande escritor.
O seu artigo é uma verdadeira aula. Gostei imensamente.

Meu abraço
Maria Caliel - mcaliel@hotmail.com
12.09.2010
***************

Muito bom o texto acerca de Fernando Pessoa, por Gildo. Parabens.

Carlos Sena - csena51@hotmail.com
11.09.2010
***************
Prezados,

Estou a procura dos parentes do meu pai que nasceu nessa estimada Região (Lagoa de Ouro).
O nome do meu pai é Cicero Raimundo de Souza e moramos hoje no Rio de Janeiro.
Os Parentes que estamos procurando chaman-se:
Maria Francisca de Souza. (Mãe)
Manoel Raimundo de Souza. (Pai)
Carmozina (Raimundo ou Francisca, não sei) de Souza. (Irmã).
Eles moravam em Cachoeiro do Pinto.
Vocês podem ajudar ou informar-me onde posso conseguir informações sobre essas pessoas?
Obrigado!

Adson Aguiar - adson.logistica@gmail.com
Cel: (21) 7658-5114
11.09.2010
***************

Garanhuns é a próxima cidade a ser contemplada com o Programa CRO-Itinerante


Cirurgiões-dentistas, auxiliares e técnicos em saúde bucal de Garanhuns e regiões vizinhas terão a oportunidade de participar das palestras de atualização profissional durante a visita do Programa CRO-Itinerante naquela cidade, no dia 9 de setembro, nos auditórios do Seminário São José, localizado na Avenida Rui Barbosa, 200 – Heliópolis.

O professor Cláudio Heliomar vai ministrar curso sobre dentística, das 9 às 13h, e o coordenador de Saúde Bucal da Secretaria Estadual de Saúde, Paulo César, abordará a atenção básica voltada para a Estratégia de Saúde da Família, das 14h30 às 17h30, ambos para os CDs.
Ergonomia e riscos profissionais na atuação das ESFs é assunto da aula dirigida pela professora Rosany Laurentino aos ASBs e TSBs.

Promovido pelo Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco, o programa disponibiliza também à classe o cumprimento de formalizações de procedimentos como inscrição, fornecimento de declaração de regularidade profissional, recadastramento e entrega de carteiras, parcelamento de débitos, entre outras. Informações pelo telefone (81) 3194.4900.

Paulo Caldas - pfcaldas@gmail.com
08.09.2010
***************

Caros Amigos,

Ontem recebi a mensagem abaixo, do Seu Virgílio, que se diz um nosso conterrâneo. Eu fui no endereço do seu Blog, o qual considero mais um deles em Bom Conselho, e que pela primeiras postagens, promete comentar a vida político no nosso Agreste Meridional, e espero, adjacências, como Europa, França e Bahia. Que seja bem vindo. Também espero que o Seu Virgílio conheça o Seu Salviano, minha principal fonte política em nossa cidade, eles tem quase a mesma idade. Quem sabe não surgirá uma parceria em nossas fontes.
Que o Banco da Praça tenha longa vida e sucesso, é que todos nós aqui da CIT desejamos. Abraços.

Diretor Presidente – diretorpresidente@citltda.com
02.09.2010
**************

Olá amigos do Blog da CIT!

Meu nome é Seu Virgílio, e sou conterrâneo da maioria da turma que faz o Blog da CIT. Leitor assíduo, eu me divirto com as postagens de vocês.
Sou contemporâneo de boa parte da turma daí. Estou estreando o meu blog, que fala sobre conversas chatas da nossa política. Para quem tiver interesse em acompanhar, o endereço é esse: http://bancodapraca1.blogspot.com/

Abraços!

Seu Virgílio - seuvirgilio@gmail.com
02.09.2010
***************

Procurando Pedro de Lara

Alguns nordestinos que vem a São Paulo, nem sempre vem exatamente atrás de emprego, falo no sentindo literal da palavra, alguns tem outros sonhos, e te confesso que não são poucos, pois tive a gratificante oportunidade de conhecer uns, poderia até citar nomes, porém poderia esquecer de alguém e não seria elegante, nas minhas caminhadas na terra da garoa, atrás de sonhos, com algumas músicas e letras, CDs, e um violão, saí por aí, e lá fui eu até a CTN(centro de tradições nordestinas) lá no bairro do limão, zona norte de São Paulo, onde está localizado a Rádio Atual, onde o Pedro de Lara tinha um programa aos sábados a tarde, ao vivo e com todas as suas peculiaridades, era casamento, namoro, viagens, brindes, era realmente uma festa, cheguei bem cedo, procurei o Pedrão, era como o pessoal chamava ele por lá, e veio uma pessoa da rádio para me atender,me ouviu, pegou um CD meu e entrou de volta para o estúdio, rapaz, 1 hora depois lá vem o Pedrão, rápido como um raio, pensamento veloz, super bem vestido, e me perguntou”de onde você é” e eu falei, com o peito estufado, pois estava diante de um conterrâneo, EU SOU DE BOM CONSELHO, e ele perguntou, quem é seu pai e a quanto tempo está em São Paulo, respondi as suas curiosidades a respeito da nossa santa terrinha, tudo muito breve e rápido, pois o homem não tinha muito tempo a perder, aí ele soltou a pérola”para cantar no meu programa, têm que cantar música alegre, o povo gosta é de festa rapaz, ouvi um pouco do seu CD, e percebi que suas músicas são um pouco melancólicas, então já decidi, você vai cantar a canção 7 do seu cd, pois é a mais animadinha, só que já vou avisando, eu não posso te ajudar, vai ter que caminhar sozinho, e no próximo CD, grave só músicas alegres, pense no povo, pois o povo é tudo” o cara me deixou perplexo, muito inteligente, mais acima de tudo, muito realista, um homem que não vivia de fantasias, apesar de se apresentar como um tal, cantando a canção que ele mandou, me apresentei e fui embora, mais voltei alguns meses depois, com uma fita DEMO na mão, com 2 canções, e assim que ele me viu, soltou outra pérola”cabra que nasce em Bom Conselho e têm o queixo rachado é meu filho” apesar do meu queixo ter uma profundidade no meio que me é peculiar, confesso que nunca entendi direito o que ele quis dizer, só que me falou sem titubear,”veio com músicas alegres, pra cima, para o povão dançar”, eu pensei, ou esse cara é louco, ou é um gênio, sim Pedro, é musica para o povo dançar, então solta o som na caixa maestro, foi que ele falou, minha carreira musical não foi bem como eu queria que fosse, mais ficaram histórias belíssimas para eu contar para os meus netos, valeu.

Luciano Vinicius - lucianovinicius@himalaiatrans.com.br
02.09.2010
***************

Eliúde e Lucinha,

Eliúde: li a sua nota no sábado. Imaginei logo que a Lucinha estava em Casa Amarela, fazendo campanha ao lado de Jarbas Vasconcelos. Isso me deu um arrepio pior do que o provocado pela mosquitinha. Pois nunca imaginei ver a “verde” Lucinha nesse PMDB. Nem no de Jarbas, nem no de Renan. Não faz diferença. Mas agora entendi que ela estava mesmo era fazendo feira.

Mais um ponto pra você, Eliúde, que foi ver a nossa futura presidenta no Marco Zero, ao lado do apedeuta mais inteligente que eu conheço: Lula. Só pode ser conterrâneo e contemporâneo do Zezinho (de Caetés). E note bem, Eliúde: a nossa ex-ministra não só parece inteligente. Ela é inteligente. E preparada. (Que a Lucinha não saiba, tá?) Mas se a Lucinha souber, é até melhor. Porque aí ela já vota na Dilma.

E você já teve dengue? E não gostou a picadura do mosquito, bem sei. Lamento a sua sorte. Mas por que não deu preferência à mosquitinha, como eu fiz? Contudo, ainda bem que você encontrou uma UPA amiga, obra do nosso grande governador Eduardo Campos. Isso amenizou as suas agruras.

Sobre língua portuguesa, eu disse não entrar mais em polêmica por ela. E que cada qual faça a sua parte. Mas adianto-lhe que uma coisa é a polêmica. Outra bem diferente é poder passar algum ensinamento, por menor que seja, para outra (s) pessoa (s) que aceite (m) quaisquer saberes. E se eu puder passar-lhe algo nesse sentido, isso é um grande prazer para mim. Não estou querendo ensinar Padre-Nosso a vigário. Mas, qualquer coisa que a gente saiba, deve passar para outros que recebam de bom grado. Até porque, não se leva (olhe a próclise) nada no “paletó de madeira”, quando partirmos dessa para a outra!

E não se preocupe se seu maiô está ficando engelhado. Não se confie, só por isso, em vesti-lo (olhe a ênclise) e sair dando seus mergulhos em Pau Amarelo, no Janga ou em Boa Viagem. Não vai faltar “seus” Ciços por aí afora, querendo dar uma de “leso”. Entretanto, pode passar pelos lados de Casa Forte com ou sem maiô, que nada lhe vai acontecer de mau (de ruim).

Agora, vamos às jocosidades e prolixidades da Lucinha. No item prolixidade, ela empata comigo. Não sei dar um recado bem dado, quando preciso ser lacônico. No entanto, freqüento o mural de BC, vez por outra. Quando julgo necessário, deixo lá o meu recadinho. Registrei um para me referir ao “engraçado” que tentou fazer troça com o seu sobrenome. Pelo que não precisa agradecer-me. E, em outro recadinho, comentei a nota da CNBB, que foi posta na internet. Nota que logo depois foi retirada pela própria instituição, ao entender que havia dito besteiras sobre a candidata Dilma.

Como falei em “paletó de madeira”, linhas acima, deixo claro, Lucinha, que não pretendo vesti-lo tão cedo. Não obstante os seus temores tenebrosos, expostos em sua mensagem. Ainda bem que você mesmo reconhece que o câmbio não nos favorece. Com ou sem dengue. Pode ficar tranqüila, pois a mosquitinha foi ¡muy amiga! O interesse dela foi só de usar o seu charme pra dormir comigo alguns dias e algumas noites!

E sei que a escravidão não acabou. Mas não por culpa da princesa Isabel. Isso é por culpa da mentalidade dos nossos proprietários de terras. Assim também, sei que você é incapaz de ter escravos. Você pode ter muito gado vacum e cabrum. Mas jamais teria escravos nas suas fazendas.

Quanto ao Pedro Ramos, o homem é mais festejado do que o papa Chico Bento XVI. Veja que eu, que não registrei o aniversário do Saulo, deixei minha manifestação de apreço ao Pedro Dodó. Agora, peço perdão ao Saulo, pela minha omissão. Mas essa de pedir perdão não cola mais. O perdão que eu quero agora é para Sakineh Ashtiani, que está condenada pelos endemoniados ayatolláhs, no Irã.

Como lhe disse antes, com ou sem o meu voto, você será vereadora em Bom Conselho, a partir de 1º.1.2013. Agora, um pedido: cumpra o seu mandato com muita eficiência. Mas me faça um grande favor: NUNCA defenda essa história de papacagay. Peço-lhe por todos os santos, já que você é muito religiosa. Essa de papacagay é um acinte. Uma coisa despropositada. Quem quiser ser homossexual, que seja. Mas não é necessário propagar aos quatro ventos essas tais preferências! É assim que eu vejo esses desvios! Se bem que essas sinuosidades sejam tão antigas quanto o é a própria humanidade.

E é bom que você faça os seus cursos para a vereança antes de assumir. Assim, depois da assunção, não será tachada de fazer cursos de “araque”. Ser tachada sem fazer, é péssimo. Agora, muitos fazem mesmo “de araque” e não estão nem aí. Como diz o meu filho mais velho: “Estão obrando e andando.”

Voltemos à nossa futura presidenta, Dilma: o Zé Serrote precisa e merece perder. Pois ele até sente vergonha de trazer o “pavão misterioso”, Fernando Henrique, para o programa eleitoral dele. Aí pega carona na imagem do nosso presidente Lula. Mas o vampiro anêmico tem razão de se envergonhar do governo de FHC. Tem muita coisa debaixo do tapete, porque a tropa de Fernando Henrique nunca deixou apurar nada.

Sobre as minhas idas semestrais a Bom Conselho, isso é verdade cristalina. Se bem que sejam idas de fins de semana, três ou quatro dias a cada vez. Mas gosto de rever minhas sobrinhas, sobrinhos, irmã, alguns primos etc. Se eu fosse visitar todos os parentes que existem nos arredores de Bom Conselho, seis meses seriam insuficientes. Também, não há interesse de sair visitando essa parentela toda. – É ISSO./.

Abraço sincero! José Fernandes Costa – jfc1937@yahoo.com.br
31.08.2010
***************

Prezado José Fernandes,

Só hoje estou respondendo sua última mensagem, que foi dirigida a mim e à Eliúde. Você demorou tanto a escrever que eu temi que sua viagem havia sido aquela que todos nós um dia faremos, mesmo que o câmbio não nos favoreça. Depois, pensando bem, você não faria esta viagem só por causa de uma mosquitinha dengosa. Agora fiquei tranquila.
Quero inicialmente agradecer-lhe por defender-me do gajo que tentou fazer joça com o meu nome no Mural do SBC. Não havia visto isto. Não tenho ido muito ao Mural, pois mil toques é muito pouco para dizer alguma coisa mais elaborada. E eu jamais escreveria a Lei Áurea, com o laconismo usada pela Princesa Isabel. Talvez tenha sido por isso que até hoje a escravidão não terminou neste país (não pense que aquilo que você falou de eu ter escravos seja verdade), pois esqueceram de revogar as disposições em contrário. Mas, para achar a sua nota e a da Caliel, tive que passar por umas 600 mensagens de parabenização para o Pedro Ramos. Não o conheço pessoalmente, apenas sei, dito por amigos, que ele é uma excelente pessoa. Tivemos certa vez um pequeno desentendimento, por causa do O Andarilho, que foi insuflá-lo dizendo que eu havia dito que ele havia passado a noite com o Zé Oião num hotel, no mau sentido. Depois isto foi tudo esclarecido. Hoje, graças a Deus O Andarilho não está mais entre nós, embora agora use um “cavalo” para se manifestar no Mural e continuar escrevendo sua coluna. Depois de me epitetar de “Naja do Agreste”, pensando que estava me fazendo um mal, e agora não se fala outra coisa em Bom Conselho do que no “slogan”: “A Naja em 2012”, o seu “cavalo” parece que ficou manso, manso. Voltou apenas a psicografar o que o dono manda, as asnices de sempre. O que espero é que o Pedro Ramos não se torne uma unanimidade a la Nelson Rodrigues. Por isso eu não fiz parte das parabenizações, pelo menos por mim, ele está livre deste tipo de unanimidade. Embora, quando eu digo que o Trio Papacaceiro tinha que ter um trombone, ele não poderá ficar chateado, pois ainda não posso escolher quem vai sair do grupo, ele ou o Pedrinho, ou transformem o trio em quarteto. Espero que decidam isto logo pois o Encontro dos Papacaceiros vem aí.
Vou mudar de parágrafo, mas não vou mudar de assunto. Vi que o Gildo tinha uma nota perguntando qual a programação para o Encontro de Papacaceiros 2011. Não vi nenhuma resposta no Mural. Soube apenas que a ideia para que seja durante o carnaval junto com a Papacagay, está em estudo, pelo coordenador da festa. Estou doida para que seja aprovada pois poderei estar por lá desfilando com os meus amigos de todos os gêneros. Em janeiro, minha agenda não permitirá, talvez faça um curso com outros candidatos a vereador em Alagoas e Sergipe. Não quero fazer nenhum quando eu assumir minha cadeira na Casa de Dantas Barreto. Meu marido não se chama César, mas ajo como se fosse a Mulher de César.
Quanto à vitória de Dilma, penso que é quase certa. Nunca vi maior incompetência do que aquela dos marqueteiros do Serra. Eu só espero que este país acorde a tempo de colocar a Marina no segundo turno. Sem isto, o esforço do nosso apedeuta-mor em carregar aquele poste prá cima e prá baixo, não terá muita graça.
Obrigada por ter gostado do meu artigo e fiquei feliz por você ir sempre a Bom Conselho, no próximo ano estou pensando em mudar prá lá, depois do curso, e começar a minha campanha, pois “quem é coxo parte cedo”.
Nossa já escrevi demais, por hoje, um abraço da amiga

Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com
30.08.2010
***************

Caro José Fernandes,

Sendo eu a plantonista deste fim de semana enquanto Lucinha vaga pelas feiras de Casa Amarela, eu respondo seu e-mail naquilo que eu entendo. Pois a parte política estou ainda treinando em minhas saídas com o Zezinho (não pense tolices) como ontem no Marco Zero prá ver o comício de Dilma, penso até que o Lula deveria deixar de pegar na mão dela todo o tempo, ela me pareceu inteligente (que Lucinha não leia) apenas está insegura como se ficasse olhando o pai quando pensa que fala bobagem. Mas deixa isto prá lá pois é assunto para outras pessoas.
Eu também já tive dengue e sei o que senti na pele, fui parar na UPA eita mosquitinho danado.
Quanto a polêmica da língua portuguesa é até um prazer e uma honra quando você pega eu trocando ênclise por próclise, agora não erro mais.
Quanto ao meu maiô daquela época hoje não o uso mais, está um pouco engelhado e fiquei com medo dos seus Ciços da vida, e agora com o que você disse, meu cuidado será dobrado quando passar pelos lados de Casa Forte. Um abraço da amiga e aluna

Eliúde Villela – eliude.villela@citltda.com
28.08.2010
***************
Amigas Eliúde e Lucinha,

Fiz uma viagenzinha no dia 19 e voltei no dia 23.8. Nesse ínterim, foram publicados os seus artigos. Coincidentemente, no mesmo dia, o blog da CIT, publicou uma nota da Lucinha e outra minha. Nesta eu disse que estava sentindo falta dos textos de vocês. Parece até que sou adivinho ou que nasci de sete meses.

Agora, lembrei-me do cordel que diz assim: “João Grilo foi um cristão, que nasceu antes do dia. Criou-se sem formosura, mas tinha sabedoria. E morreu depois da hora, pelas artes que fazia. Nasceu de sete meses, chorou no bucho da mãe, quando ela pegou um gato, ele gritou: não me arranhe. Não jogue neste animal, que a senhora talvez não ganhe.”

Aos fatos: começando pela Lucinha. Visitei o mural de BC, no dia 24, e nele encontrei umas gaiatices, de anônimos, incluindo ditos depreciativos e desairosos, fazendo trocadilhos com seu sobrenome. Coisa de muito mau gosto. Deixei lá o meu protesto, no que fui apoiado pela amiga Maria Caliel, o que é uma honra, para mim.

Outra: não se preocupe que as suas jocosidades não mexem comigo. O que mexeu comigo foi a mosquitinha dengosa. Já que foi uma mosquita, segundo suas descobertas científicas, menos mal. Poderia eu até processá-la (a mosquita) por assédio de vulnerável. Mas não o faço (olha a próclise!) E não o faço porque a mosquitinha mandou uma doutorinha muito legal, pra cuidar de mim. – E, pra não dizer que não falei de flores, deixo para vocês todas: a picadura do mosquito. Aí vocês verão o que bom pra tosse. Aliás, o que é bom pra dengue.

E eu nem procurei saber qual o tipo dessa “marvada”, que a mosquitinha me mandou. Porquanto, eu nem sabia que existem tantos tipos, conforme você me relata agora. Também, porque sempre que a doutorinha chegava perto da minha cama hospitalar, eu me sentia revigorado. Quando ela saía, eu ficava transtornado e molengo. – Novamente essa história de dengue acabou de encher o saco de filó. Ou, como se diz, o mosquiteiro.

O seu artigo: “Bom Conselho, os prédios, os semáforos e os cachorrinhos”, li atentamente. Estou certo de que você vai ser vereadora de Bom Conselho. Com ou sem o meu voto. De logo, adianto que vou a Bom Conselho duas vezes por ano, no mínimo. Faço isso há bastante tempo. E tenho domicílio no município. Só não transfiro o título pra lá, se não quiser. O que ocorre é que, quando vou, não saio visitando qualquer um. Tenho outras coisas a fazer. Não vou ficar rodando pelo “Quadro”, nem entrando de loja em loja. Se precisar comprar alguma coisa, entro no supermercado da dona Tiana e “seu” Adeilto. E lá compro, pago, converso um pouco com alguns conhecidos e sigo o meu roteiro. Não vou procurar desconhecidos que não me interesse.

Por suposto, ainda não vi, nem ouvi a “farra” dos embusteiros eleitorais. Nessas horas, nem TV, nem rádio. Mas sei que o vampiro anêmico, assim como a Marina açucarada, estão despencando serra abaixo, tal qual as águas do Açude da Nação naquela última chuvarada. E já que você falou em ficarmos “com o ganso na mão”, vamos entregar o troféu ganso anêmico pelado ao Zé Serrote. Assim, ele vai afogar o ganso no Rio Tietê. Pois a Mônica já disse que se ele não se esforçar pra subir nas intenções, ela lava as mãos. - E pra Marina, damos o troféu “Verdes matas que a brisa do mar beija e balança.” Só para ela se aquietar e sair logo dessa campanha.

Quanto à nossa futura presidenta, Dilma Rousseff, pode ficar despreocupada, que os estadunidenses não vão invadir o Brasil, não. Veja que o ultraconservador Financial Times, edição do dia 24 deste, já dá como certa a vitória retumbante da Dilma. Mas não diz que o planeta vai desabar, não. Pelo contrário, o jornalão dos conservadores especuladores faz duras críticas à campanha do serrote anêmico. E por aí vai.

Eliúde: esclareço que não entro mais em polêmica sobre língua portuguesa. Nesse mister, faço a minha parte. E quem quiser, que faça a sua.

E quanto ao seu Ciço, só você pode dizer se ele era safado. Porque entendo que ele era um sujeito como os outros sujeitos da espécie. Com os seus predicados e complementos. Só que ele foi um sortudo. Se você não imagina o que ele fazia, ao lhe observar tomado banho pelada como veio ao mundo, é de se supor que ele ficava rezando. Isto é, rezando para que você voltasse todos os dias com aquele mesmo maiô. Que não era um Catalina, mas era muitas vezes superior.

Tanto isso é verdade que seu Ciço lhe disse que se estivesse no caixão e você fosse tomar banho peladinha, de novo, ele se viraria: para o seu lado.

Pra você ter idéia de que os sujeitos gostam dessas cenas, leia estes versinhos de Zé da Luz, tirados do poema “A CACIMBA”: “... Desejo, pra que negá? / Desejo sê um caçote / cum dois óio dêsse tamanho! / Prá vê aquêle magóte / de moça tumando banho!!” (Sic).

É ISSO./. – Abraço do amigo,

José Fernandes Costa– jfc1937@yahoo.com.br
28.08.2010
***************
Caros Amigos,

A Lucinha não queria que publicássemos isto no Mural, mas, ela merece, pois seu texto ficou muito bom e merece ser mesmo por aqueles que não comungam com suas ideias políticas (http://www.citltda.com/2010/08/os-dados-do-brasil.html). O que transcrevemos abaixo são comentários feitos a tópico do excelente Blog do Roberto Almeida, de Garanhuns, pelo Altamir Pinheiro, e a resposta de Lucinha (http://robertoalmeidacsc.blogspot.com/2010/08/tv-esta-estracalhando-serra.html#comments):

Altamir Pinheiro disse...

COM A DEVIDA VÊNIA E PERMISSÃO DO BLOG DO ROBERTO ALMEIDA, RECOMENDO TODOS OS ACESSADORES DESTE BLOG DÁ UMA ESPIADINHA NO BLOG DA CIT E DÁ UMA LIDINHA NO MAGISTRAL TEXTO ENTITULADO "OS DADOS DO BRASIL". O TROCADILHO COMPETENTE É SIMPLESMENTE FORMIDÁVEL. É DA BABA DESCER........

26 de agosto de 2010 08:23
--------------
Lucinha Peixoto disse...


Caro Altamir,

Muito obrigada por ler meus escritos e mais agradecida ainda pelo que me toca dos seus elogios. A outra parte deve ir para nossa poetisa Marina, que todos os brasileiros de boa vontade gostariam de ver no segundo turno.
Para não ficar só em mim mesma queria apenas dizer ao Roberto Almeida que não é a TV que está atrapalhando o Serra, é a sua desatualidade. A serra está velha para serrar poste. Só uma pessoa habituada a lidar com os troncos dos seringais amazônicos conseguiria se a TV, e outros meios de comunicação não a escondessem tanto.
Mas, eu e você estamos fazendo nossa parte, e penso que o próprio Roberto Almeida fará a sua naquela cabine indevasável, no dia da eleição.
Outra que eu sei que irá a Stocolmo só para votar na Marina, é a irmã do Jodeval, pois seu artigo de hoje está fraquinho, fraquinho a favor de Dilma. Josenilda, faça como todas as mulheres e jovens do Brasil, vote em Marina. Eu mesma não direi nada ao Jodeval.
Um abraço para todos de sua mais humilde "marinete"

Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

26 de agosto de 2010 16:37

Diretor Presidente – diretorpresidente@citltda.com
27.08.2010
***************

Caro Gildo,

Muito obrigada por ler meus textos, e pelos elogios. Vindo de você, do escritor que você é, sinto-me à beira de uma academia. Isto só nos incentiva a ir em frente. Obrigada, mesmo.

Eliúde Villela – eliude.villela@citltda.com
19.08.2010
***************

Olá Eliúde

Lendo a sua belissíma crônica me veio a imagem e a certeza de que ainda podemos ser felizes, isto é, enquanto não encontrarem um método de nos arrancar a ferro e a fogo as nossa mais belas memórias, como essas que vc acabou de relatar.

P.S.: vc ainda pode tomar banho, hoje em dia, só com o seu maiô preferido(seu corpo). Existe uma praia no estado da Paraíba- Tambabá- que ainda é permitido o nudismo.
Abraços e parabéns por manter viva todas estas lembranças.

Gildo Póvoas - gildopovoas@hotmail.com
19.08.2010
***************

Caro José Fernandes,

Eu estou em dívida com você por não responder-lhe uma mensagem. Tive medo também que minhas jocosidades causassem preocupação a você, pois sei quanto é duro ser molestado pelo mosquito da dengue. Não se preocupe, dizem que o mosquito molestador é sempre do sexo feminino, espero que você não tenha sofrido muito, e não vá processá-lo por assédio.
Agora que você está bom, graças a Deus, posso dizer que é pena você não gostar de televisão para ver a farra dos “marqueteiros” eleitorais. Deram cor ao vampiro e fizeram o poste andar. A Marina, que deve ir para o segundo turno, não precisou nem aparecer para mostrar os problemas pelos quais estamos passando, em nossa planeta, e nós, que ainda não tínhamos devastado tudo como os países ditos desenvolvidos, querem que paguemos o pato. O pior é que se não pagarmos o pato, ficaremos com o ganso na mão. Só Marina salva. Se as pesquisas estiverem dando a notícia correta, o poste vai incendiar este país, se os americanos não o invadirem antes.
Concordo com você em quase tudo quando ao vampiro, que agora é o Zé, e com certeza (relembrando a música de Jackson do Pandeiro: "Virge, como tem Zé, Zé de baixo, Zé de riba, te esconjuro com tanto Zé, como tem Zé lá na Paraíba") é o Zé de Baixo, quer dizer, do Sul Maravilha, e o poste, que desde criancinha rasgava dinheiro (isto foi dito por ela no programa de TV), continuará rasgando agora o nosso dinheiro. Sem Marina estaremos fritos.
Estou agora tentando responder outros leitores, por hoje é só. Antes de terminar tenho que lhe dizer. Não sei se você fez o exame para saber qual o tipo de dengue que você contraiu. Tem o 1, 2, 3 e 4. Portanto, tenha cuidado ao sair, pois se você só pegou um deles, ainda pode se molestado pelos outros, e dizem que o 4 é o mais doloroso, porque o mosquito masculino também pica.
Um abraço da amiga

Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com
18.08.2010
***************

Amigos (as),

Estou sentindo falta das jocosidades da Lucinha, tanto quanto das andanças da Eliúde. Quero avisar a elas que dengue não se transmite por vias escritas. Foi só um mosquitinho teimoso, que me deixou dengoso. (Olha a próclise, Eliúde! Olha o "quê" arrastando o pronome átono!) - Não estou querendo fazer gracinhas com essa história de ênclise e próclise. Nem ensinar Pai-Nosso a vigário. Pois sei que nisso vocês são doutoras (es). Mas é melhor uma brincadeira enclítica do que uma dengue proclítica.

Contudo, esse assunto de dengue está enchendo até saco de filó. Já que essa danada foi embora, vamos esquecê-la (olha a ênclise!) E mandá-la às favas.

Vamos falar do Serrote, vampiro anêmico, depois da gripe. Eu sempre disse que o Serrote, despencando morro abaixo, ainda assim, é presunçoso e preconceituoso. Bem como o Fernando Henrique, o pavão misterioso, o Alckmin (picolé de chuchu) e caterva.
Pincei estas frases, na CartaCapital, que bem demonstram o tipo serrote: “Para revidar às perguntas que não são do seu gosto, o candidato José Serra adota uma linha de refinado senso de humor. Anota a repórter Juliana Cipriani, de O Estado de Minas, que Serra ‘parece ter dificuldade em entender o que dizem os brasileiros ou inventou uma nova estratégia para evitar responder às perguntas que não lhe agradam’”.
“Em meados de julho passado, em Pernambuco, o repórter de um jornal local dirigiu-lhe uma pergunta sobre o trem-bala destinado a ligar São Paulo ao Rio: obra feita ou tiro de festim? A pergunta deveria ser do seu gosto, pois o candidato é contrário ao projeto. Surpresa. ‘Não entendi; foi muito sotaque’, decretou Serra. Em Minas, quando um jornalista o questionou sobre recente entrevista de Lula em que o presidente lamenta a falta de sorte do Serra, ao enfrentá-lo em 2002; e agora diante de Dilma Rousseff, Serra escandiu: ‘Esta fala mineira de vocês eu não entendo’”.
“O candidato tucano consegue, porém, ser mais cordato, a depender das situações. Lá pelas tantas dessa tertúlia eleitoral, o repórter Fábio Turci dirige a Serra uma pergunta sobre juros. O perguntado não esconde a sua irritação, e indaga com a devida veemência: ‘De onde você é?’ Turci esclarece ser da Globo. E Serra, de pronto: ‘Ah, então desculpe’. Tucano não voa, mas sabe onde pisa.”’
Isso não é só preconceito. É excesso de arrogância. É prepotência de quem se julga o mais sabido, o mais capaz, o mais isso e mais aquilo etc. Enfim, ele consegue ser o que sempre foi: O PRESUNÇOSO ARROGANTE.
Não podemos negar que existe preconceito do pessoal do Sul e Sudeste, em cima dos nordestinos. Mas até podemos admitir certa razão deles, que assim agem e pensam. Quem conhece o Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, vê e sente a diferença que nos separa. Para piorar esse quadro, nós não colaboramos.
Enquanto não aprendermos a: 1 - parar o carro na faixa de pedestre, para dar passagem a quem está aguardando para atravessar a rua; 2 - não dar as costas ao vizinho ou a pessoa outra que venha correndo para o elevador que nos transporta; 3 – dirigir o carro, esperando na fila do congestionamento, sem querer ser o mais esperto, cortando pela direita ou pela esquerda, para nos colocarmos em primeiro lugar; 4 – não parar em fila tripla nas portas dos colégios, para deixar ou apanhar os filhos; 5 – não permitir que caminhões descarreguem mercadorias a qualquer hora do dia, nas ruas de intenso fluxo de trânsito etc., etc.
Se não queremos empregar as regras básicas de civilidade, em favor do nosso próximo, paciência! Vamos arcar com essa pecha de subdesenvolvidos e incivilizados por muitos e muitos anos.
Infelizmente, no Nordeste, quem tem meia pataca, tem ranço de senhor de engenho. Ou de “grande proprietário” rural. Isto é, julga-se “rico” e acima dos demais. E os demais, tampouco têm educação. Também procuram pisar por cima de quem lhe pareça mais fraco. Isso é uma realidade. Não obstante haver muitas exceções.
Não quero, com isso, justificar o preconceito e a xenofobia dos de lá, não. Estou dizendo que nós somos culpados, em grande parte, por essa discriminação odiosa. Temos as nossas mazelas e não nos esforçamos para mudar. Para repelir essa maldade vinda de grande maioria do pessoal do Sul e do Sudeste, temos de nos impor, com exemplos e firmeza. Sem isso, seremos sempre “baianos”, “paraíbas”, “cearás” etc. É ISSO./.

José Fernandes Costa – jfc1937@yahoo.com.br
18.08.2010
**************

Amiga Lucinha


para sua decepção a minha loja paga o IPTU pelo o metro quadrado construído, e quanto aos semáforos não será necessário pagar mais nada, pois nós pagamos o IPVA e deste IPVA o município fica com 25%, e quanto à indústria de multa, só será multado quem estiver errado, inclusive aqueles bom-conselhenses que vierem de fora.

Alexandre Vieira - tenoriovieira@uol.com.br
16.08.2010
***************

Olá, me chamo Luciano Vinicius, e moro em São Paulo há 23 anos, filho nato de Bom Conselho, e amante desta cidade, minha mãe se chamava Doralice(conhecida como Dora verdureira), e era amiga do FIGURÃO Sr. João de Jê, pois bem, lá vai a História que se passou comigo e com ele, certo dia eu vinha caminhando pela rua da cadeia, moleque de tudo, e com uma vontade de comer uns doces na bodega de DONA NOCA, mais sem um vintém no bolso, pois essa bodega ficava bem próxima a casa do SR. João de jê, e pela rua lá vinha ele, imenso, com aquele barrigão, chapéu e toda sua vestimenta característica, e contando um pacotão de dinheiro, creio eu que das suas vendas de carne, rapaz, eu fiquei com os olhos arregalados, imagina, criança,louco para comprar umas balas e coisas afins, e o homen com aquele montão de dinheiro, pelo menos era o que me parecia na época, pois naqueles tempos tudo era realmente grande pra mim, e ele percebeu o meu olhar, rapaz esse homen virou uma fera comigo, e soltou com aquela sua voz anasalada”você quer me roubar, seu moleque, vou contar pra Dora pra ela te dar uma surra, seu cabra safado, suma daqui seu moleque” acho que ele pensou que eu queria lhe roubar, pode, um homen daquele tamanho e eu pequeno e franzino, passei pelo menos umas 2 noites tendo pesadelo e morrendo de medo dele, acho que pra ele foi apenas uma bronca, mais para mim foi uma tremenda lição de moral ,nunca mais quis olhar para o dinheiro de pessoa alguma, e na verdade eu queria era apenas pedir uns trocos para ele para comprar minhas bobagens de criança(lembrei dessa História, após ler no blog, uma História de Alexandre correntão sobre o Sr. João de Jê),valeu, um abraço a todos e saudades

Lucinao Vinicius - lucianovinicius@himalaiatrans.com.br
13.08.2010
***************

Nessa confusão de identidade da CIT, acho mesmo que "não importa que a burra manque, mas que a carga chegue". Talvez seja mesmo uma mesma pessoa, talvez sejam mesmo várias pessoas se passando por uma só, talvez uma só se passe por todas e talvez todas não queiram ser uma só. Afinal, num mundo globalizado em que tudo é passageiro, o BLOG termina sendo original em sua desoriginalidade. Afinal, o original não se desorigninaliza, mas é preciso mudar sempre se quisermos ser o mesmo, já nos alertava Dom Hélder. Portanto, que a CIT prossiga ora sendo companhia inimiga do trabalho, ora sendo companhia integral da terra ou o que cada um lhe atribua. O que sempre permanecerá é BOM CONSELHO.

Carlos Sena - csena51@hotmail.com
13.08.2010
***************

Lucinha,

Você acertou, quando nos relembrou... (dá samba!) de que eu não vejo TV. É um orgulho para mim. Pois, não é mole, você ver 40 segundos de bobagens e, em seguida, assistir a 15 minutos de publicidades enganosas e irritantes!

Sobre as vendas das suas vacas por aquele dinheirão, creio que de fato, seria ótimo negócio. Quanto ao Capivarol que o Zezinho receitou, é bom saber que ele é mais velho do que o próprio Capivarol. Por isso que ele era o guia do nosso Guia, Lula, nos tempos deles em Caetés.

Como eu disse na segunda-feira, a dengue me levou pra cama. Logo a dengue, essa malvada! Quem não tem Ivete Sangalo, caça com dengue. E não gostei nem da cama, nem da dengue. Tive de dormir com ela na segunda e na terça no hospital. Vim pra casa na quarta à tardinha. Mas ela ainda está no meu mocotó. E na minha cama também. Digo no mocotó, porque é nas canelas onde mais pintaram as pintas vermelhas. As coceiras também me acompanharam. Só a moleza diminuiu um pouco. Mas a doutorinha que me consolava, disse que eu fique em repouso.

O mais que posso fazer é ler e escrever para o blog da CIT, disse ela. Quando eu falei no seu nome, ela disse: NOSSA!!! E o senhor conhece a Lucinha Peixoto? Ficou abismada com o meu prestígio. E terminou dizendo que lhe conhece desde muito, por conta das suas atividades de colunista social, além de tantas outras atividades suas!

Diga a Eliúde que mande lembranças enclíticas para a minha dengue. Que serão bem-vidas. As lembranças, não a dengue. Porque, de dengue em dengue, a gente dança o merengue.

No tocante à reprodução das entrevistas sobre os bondes e os serrotes, feita (a reprodução) por você e pelo Zezinho, venho registrar a minha mágoa contra ambos. Vocês são uns ingratos com o nosso POSTE. Por quê? Quem é que dá essa luz que brilha na cabeça de vocês, se não o POSTE? Quem seria então, se não a nossa competente ex-ministra das Minas e Energia? Lembrem que o Serrote, vampiro anêmico, só trouxe dengue, aquele “desinfeliz”!

Por isso que ele tem aquele aspecto de agente funerário. Imagino quando ele estampar aquele sorriso assustador, à meia-noite, no portão do cemitério. Se o vigia não desmaiar, a carreira não vai ser desse mundo. Dessa vez, até o vigia do cemitério vai perder o emprego, por abandono.

E por causa desse meu estado “dengoso”, não pude ler as entrevistas até o fim, claro. Pois cada uma delas está mais longa do que os meus dois artigos, somados, sobre as peripécias das igrejas: “Ciência e religião, 1 e 2". Todavia, tive muito interesse de ler tudo que você falou sobre la pobrezita Marina. Mas não deu. E havemos de reconhecer que a Marina com aquele físico de Irmã Dulce, não tem força para governar o Brasil. Muito diferente de uma ex-guerrilheira, curtida na casca do angico.


E já que você falou na “grande” imprensa, que não gosta do Severino, e vice-versa, lembro que o Condomínio Diarios Associados ganhou a briga judicial que foi travada com a família do bandidão Assis Chateaubriand. Agora, os Diarios já falam em pedir indenização por danos. É um direito que só eles sabem se vale a pena. Só não se sabe (olha a próclise) se os juízes vão considerar que seja um bom direito. Mas isso é outra coisa. E é briga de cachorro grande. Aliás, é uma cachorrada. E para a imprensa “grande”. É ISSO./.

José Fernandes Costa – jfc1937@yahoo.com.br
13.08.2010
***************

Amiga Lucinha

definitivamente você não quer que o progresso aconteça em nossa cidade, é contra a verticalização dos prédios, e contra a colocação de semáforos, ou seja, nossa cidade tem de ter a mesma quantidade de carros dos anos 60, ter o mesmo comercio dos anos 40, e onde ficam os jovens que entram na idade de trabalhar, pois se minha loja fosse térrea ela daria no máximo emprego a cinco pessoas, com a verticalização ela dar emprego a 12 pessoas, portanto minha jovem esta na hora de você rever alguns conceitos.

Quanto ao problema dos semáforos, é de uma urgência gritante, pois nossa cidade tem hoje cadastrado no DETRAN quase sete mil carros e motos, com isto o nosso transito tem de ser reorganizado, tanto no que se diz respeito a estacionamento, como no que se diz respeito à sinalização, tem havido acidentes em nossos cruzamentos devido à falta de sinalização e semáforos, infelizmente vocês que escrevem sobre nossa cidade e vivem fora dela o fazem sem virem aqui, para saber da real situação dos problemas, é muito fácil dizer isto deve ser assim, aquilo deve ser assado, sem saber o que realmente esta se passando.

Alexandre Vieira - tenoriovieira@uol.com.br
12.08.2010
***************
-----------------
Página: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10,

Nenhum comentário: