sábado, 25 de abril de 2009

Orquestra de Índios



Não. Não é uma homenagem ao índio.....muito embora merecida!
Você conhece João Carlos Martins?
Se conhece,parabéns,se não conhece...
- Prazer em conhecer !!!!!
Pianista ovacionado no exterior ,
o maior intérprete de Bach. Convidado a participar do documentário sobre a vida de Bach, que está sendo feito nos Estados Unidos.
Aos 68 anos , depois de passar por nove cirurgias para voltar a tocar, o paulistano ressuscita agora como maestro. Não pode mais usar as mãos para tocar piano,virou regente de duas Orquestras Filarmônicas Bachianas. Virou um astro popular.
O carisma , a superação, o mistério.
Como esse homem conseguiu??
Tornou-se maestro, digamos, depois de velho. Velho??? O que é a velhice?
Para quem quer. Quem não sonha. Quem não se esforça. Quem não tem fé.
Os fãs apaixonados choram quando encontram este senhor sempre elétrico , de longos cabelos grisalhos e gestos largos. Não foi diferente comigo. Fui vê-lo reger a Orquestra Bachiana Filarmônica , no último sábado. A cada momento , ele explica os movimentos, o andamento , conta algo pitoresco a respeito dos autores, das peças. Quando ele inspira e começa a reger, a platéia emudece, os músicos obedecem também extasiados com aquelas mãos.....se você puder ler
" A Saga das Mãos" , verá que na realidade é o milagre das mãos....como tão bem disse o pai de João.
Vê-lo reger emociona....faz rir...chorar.....
E no final, como prêmio por termos nos comportado bem ante a música clássica, ele , ao piano, nos brinda com três musicas populares, com apenas três dedos !!!! Nem uma respiração se ouve...diante do rosto contraído , num espasmo de dor e força , ele enternece, conforta, acalma a alma......
A orquestra jovem e a profissional tem tratamento diferenciado. O lema do mestre, é :- A música vai vencer um dia!
Aprendemos a cada dia, a cada momento.
Aprendi muito com João Carlos Martins.
Aprendi com ele o jogo do contente. Quando ele pensa na doença e na dor, diz:
"-Nessa mesma hora, tem um cara que é tetraplégico, um que é cego, um que é surdo, hummmm que é isso , João?? Vai pra puta que pariu, e vai fazer tudo o que você tem que fazer. Aí, eu vou com uma garra do caralho." Aprendi então com o mestre , o jogo do contente. Vou usá-lo sempre que perceber que estou esmorecendo, sempre que achar que a vida é isso ou aquilo. Obrigada .Convido você a fazer o mesmo. Convido você a conhecer o João. Aprender com ele. Respeitá-lo. Além de um pianista exímio, ele é um ser humano exemplar.
Ele sofre de L.E.R. Não , não é uma compulsão por livros e sim , lesão por esforço repetitivo.....imagine as horas que esse homem passou ao piano?
Obrigada de novo e sempre, João.
Ah! Orquestra de índios, lembra?? O que nosso maior pianista-regente quer é fazer a orquestra de índios. Popularizar a música clássica.Vai lá no Alto do Xingu,desce no meio da selva coma equipe da Funai.
Vai fazer uma orquestra de índios para exportar para o mundo!!!! Aguardem.
Para tocar com o maestro , é preciso ter
BOM HUMOR,
BOM CARÁTER e
SER BOM MÚSICO
. Nessa ordem.
Espero que vocês gostem dele.
Eu amo.
João Carlos Martins.

boa semana
bjussssssss Ana maria miranda Luna

Nenhum comentário: