segunda-feira, 6 de abril de 2009

VOCÊ SENTE PRAZER?

Segundo o dicionário Aurélio, a palavra prazer vem do latim "placere" e significa satisfação, agradar, aprazer, alegria, deleite, delícia.
Estranho que parece uma palavra fora de uso nos nossos dias atuais, mas, por que será?
A palavra prazer tem, para muitos uma conotação pecaminosa, pois aprendemos desde cedo a relaciona-lo ao sexo e seus tabus.
Por que será que não fomos educados para buscar o prazer da vida? Ao invés disso, o que mais ouvíamos era a necessidade de cumprir com obrigações e deveres. Sem dúvida, nossos pais e educadores consideravam que estimular a procura de prazer, seria o mesmo que nos direcionar para uma vida de ócio e libidinagem.
A noção de prazer, obviamente muda de acordo com a cultura de cada povo, mas existem prazeres simples que podem ser usufruidos por qualquer humano, seja qual for a sua origem.
Eles dependem, fundamentalmente do olhar com que focamos a vida. Se mantivermos uma disposição interior de aproveitar cada momento e tudo o que ele nos oferece com entusiasmo e alegria, poderemos encontrar prazer nas situações mais banais do nosso cotidiano.

Uma boa comida, um bom vinho e a compainha de pessoas que amamos, é uma das mais preciosas dádivas que podemos obter da vida. Mas elas não são únicas, pois podemos também sentir prazer quando estamos em nossa própria companhia, deleitando-nos com um bom livro, uma música ou um filme que toque o nosso coração

São muitas as possibilidades de prazer que a vida nos oferece, a cada dia.
E, mesmo quando a realidade não se mostra tão fácil de ser encarada, devemos nos lembrar, que, apesar dos problemas e das tristezas, ainda podemos nos manter.

receptivos aos prazeres que a existência quiser colocar à nossa disposição.
Se você é capaz de saborear e manifestar gratidão sempre que estiver experimentando um momento de prazer, certamente estará ampliando as chances de uma vida plena, onde o arrependimento e a culpa jamais encontrarão espaço para existir.
Vamos experimentar?

Gildo Póvoas


(*) As fotos foram obtidas na Internet. Elas representam, ou tentam representar os 7 Pecados Capitais da Igreja Católica, pela ordem: Inveja, Vaidade, Preguiça, Ira, Gula, Avareza e Luxúria. Devemos salientar que a associação entre o prazer e pecado, apesar de mencionada pelo autor do texto, é de responsabilidade de nossa edição, feita neste caso por Cleómenes Oliveira, que a justifica pelo objetivo da Igreja, desde a Idade Média, de caracterizar determinadas ações humanas como nocivas à própria sociedade, entre as quais estavam as supra citadas, na visão de São Tomás de Aquino e outros teólogos. Para ele (Cleómenes) a Igreja Católica, pela sua influência em nossa sociedade, remete à conclusão do autor, sobre nosso, se não medo, mais receio de ter alguns prazeres, que, estão longe de serem pecados. No entanto, se o autor não concordar com a nossa edição, em quaisquer aspectos, é só nos dizer que a modificaremos de acordo com sua orientação.

Nenhum comentário: