quarta-feira, 22 de julho de 2009

O diretor presidente responde - 1



Monteiro Lobato, 127 anos, escritor, Taubaté (SP) – Eu penso que um país se faz com homens e livros. Gostei muito do Livro do Blog da CIT. Agora que estou conectado à Internet lá no Sítio do Pica Pau Amarelo, todos estão lendo o livro. Narizinho adorou os textos de Ana Luna mas tia Anastácia gostou mais dos de Lucinha Peixoto. Caro DP, é verdade que já existe uma versão do livro em CD ou DVD?
Obrigado por incentivar a leitura de nosso livro. Não há uma versão comercializável, ainda, em CD ou DVD dele. Fizemos uma versão em DVD, de forma ainda artesanal, e que foi distribuida gratuitamente na FENEARTE, no estande de Bom Conselho, magistralmente organizado por Bia Ferro, a quem agradeço por deixar pregar alguns cartazes que divulgam o livro. Enviamos também algumas destas cópias para o Rotary de nossa cidade, as quais foram distribuidas, na eleição do novo Conselho, para o qual foi eleita Marilene Fernandes, a quem damos os parabéns, e também agradecemos pela permissão dos cartazes. Quanto a isto soube que o Diácono Edjasme Tavares, por quem temos enorme respeito e admiração, foi vítima de pessoas inescrupulosas em Garanhuns que lhe venderam um DVD de forró no lugar de um de Michael Jackson, história por ele mesmo contada na Academia Pedro de Lara. Conta-se, que estes mesmos indivíduos estavam vendendo uma cópia pirata do nosso Livro. Mais uma vez alertamos, nosso livro não está à venda de forma tradicional. No entanto, se você cumpriu o contrato que a Lucinha Peixoto propôs e doou R$ 10,00 para caridade, não compre mais DVD pirata, mas se já o tiver comprado, use-o sem medo, e leia o livro.
Nosso livro pode ser obtido, legalmente, no nosso Blog ou clicando no link:




Mas, cuidado. Soube de alguns bom-conselhenses que tentaram lê-lo de uma só vez e tiveram que ir ao Dr. Daniel no outro dia, com os olhos muito vermelhos. Aviso: Da mesma forma que orientamos para ver nossos filmes, dizemos que leiam com moderação.

Carlos Drummond de Andrade, 107 anos, escritor, Itabira (MG) – O que devemos fazer quando encontrarmos uma pedra no meio do caminho?
Caro Carlos, depende do tamanho da pedra. Se for uma pedra enorme como a Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro, é melhor dar a volta e passar ao redor. Pedras grandes e bonitas como aquela devem ser preservadas, principalmente para fins turísticos. Não deves fazer um caminho que passe por ela. Sejas previdentes. Evitai as grandes pedras. Se for inevitável passar por ali, faça um túnel com carinho. Temos certas pedras que além de grandes são feias e inúteis. Dizem que em Brasília tem um monte destas. No Senado então!!! Temos que detoná-las nas próximas eleições e tirá-las do nosso caminho de uma vez. Lembrei de um fato que vivenciei em Bom Conselho quando era quase menino indo para a adolescência. Bem defronte do Hotel na Rua da Cadeia, dia de feira, tinha alguns amigos que usavam suas carroças (carrinhos de mão) para levar as feiras das famílias mais abastadas (se isto realmente era abastança a minha família era abastada mas, havia outras muito mais abastadas do que a minha) e ficava aquele monte de carroças lá. Eu, como abastado, não tinha carroça mas ficava com uma inveja!!! Depois de um grande serviço feito para colocar uma nova encanação na cidade, o cimento utilizado formou uma protuberância no calçamento, mais ou menos, do tamanho de uma laranja. Nossa diversão era ficar, sentados nas carroças, vendo quem tropeçava naquela pedra. Era realmente uma pedra no caminho de muita gente e esta nos fazia rir. Que crueldade. Lembro do Jameson, que tinha uma carroça e, quando eu falava em tirar aquela pedra do meio do caminha, ele dizia: E nossa diversão? Aquela pedra ficou um bom tempo por lá. Quem sofria mais eram os mais pobres que andavam descalços, muitas vezes. Ninguém se importava. Ela foi retirada no dia que o Tenente Caçula tropeçou. Neste dia nós não rimos. Quando ele se equilibrou, todos nós dissemos, com sempre o fazíamos: “A bênção Tenente Caçula!”.

Emídio Dantas Barreto, 159 anos, político, Bom Conselho (PE) – Ao ler o mural do site de Bom Conselho, que, depois do que fizeram com minha mãe, era a única coisa que de tinha interresse na cidade, antes de ler o Blog da CIT, soube que o Zé Arnaldo saiu do governo da prefeita Judith Alapenha, o que o senhor achou disto?
Já escrevi alguma coisa sobre o Zé Arnaldo aqui mesmo neste Blog. Agora, para responder à sua pergunta, reli o que escrevi (http://www.citltda.com/2009/06/gazeta-2.html). Não tenho muita coisa a acrescentar a aquele texto. Com o nível de informação que tenho sobre sua saída, seria temeroso, e talvez irresponsável ou injusto emitir quaisquer juizos de valor sobre o caso. Como dizia um dos nossos políticos: “Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.” Mas, os políticos não são como nuvens, ou pelo menos não deveriam ser. Espera-se deles, como esperamos dos outros, certa consistência e coerência de idéias para que possamos pelo menos identificá-los. Sem propor, no entanto, que eles sejam imutáveis do nascimento à morte, o que seria bisonho, a máxima de que evoluir é variar, deveria vir sempre acompanhada pelo fato de que involuir também é. No entanto, é a mudança que sempre nos traz mais esperanças do que a estagnação. Só posso falar, por enquanto, de desejos, como falei antes, que a História não diga que o Zé Arnaldo enfraqueceu a administração da prefeita. Pelo que conheço dele estou certo que não. Mais uma vez, para onde ele for, só posso dizer de novo: Sucesso Zé.

Diretor Presidentediretorpresidente@citltda.com


P.S. - Qualquer pessoa pode enviar perguntas ao Diretor Presidente. No entanto, não podemos garantir que a resposta seja imediata devido ao grande número de perguntas que já nos chegaram. Perguntas podem ser feitas também a outros funcionários da CIT, que aqui responderão, assumindo inteira responsabilidade pelas respostas. Agradecemos também ao nosso Presidente Lula, por nos dar este exemplo de responder aos nossos cidadãos, e que o seguimos, mesmo correndo o risco de sermos chamados de imitadores. Mas, boas ações como esta do nosso Presidente devem ser seguidas e copiadas.

DP.

Nenhum comentário: