terça-feira, 14 de julho de 2009

TRANSVERSALIZANDO 3



Adorei a mistura fina de Roberto Carlos no viés da nossa política local. Igualmente adorei a utilização da transversalidade num contexto extremamente coerente. Confesso que gostei mais do enfoque sobre Roberto Carlos, não porque o texto em si não tenha méritos, pois os tem e muito. É QUE Roberto Carlos cantando o amor, canta tudo. É porque o CITEIRO ao dizer do seu choro e do amor que o levou a retirar da sala de aula sua namorada, revela-se o ser responsável, instigador, legítimo defensor do que acredita. Até porque poucos dizem que gostam de Roberto, pelo menos até o espetáculo da Globo. Talvez esse show tenha desmistificado a conceituação de BREGA, ou de BRAGA? Afinal o Rei é Braga e se o que faz for brega, prefiro também assim ser.
No sentido pejorativo, Brega deveria ser a fome, a injustiça, o "levar vantagem em tudo", e outros derivados. Por isto gostei do foco que Roberto se estabelece. Porque amar é maravilhoso, mas poucos o dizem. Ou o dizem "debaixo dos caracóis dos cabelos, ou nos lençóis macios onde amantes se dão" e isto também é bom. Eu, particularmente, quando amo digo baixinho e no alto falante.
Quanto ao "lixo" - questão central do atual governo João da Costa em Recife, penso ser uma questão de tempo. Não domino muito os assuntos que envolvem licitação, contratos, etc., mas creio que essa parada já está revista. Afinal, a boa intenção não serve sozinha no viés da lei e do estado de Direito. As duas têm que se afinarem, sob a pena de se instalar a lógica do capital selvagem, ainda tão forte na nossa América Latina e alhures.
Portanto, são "detalhes pequenos" que não invadem nossas "emoções", nem podem tirar o apetite do "café da manha", até que a gente não veja mais "o menino correndo, nem o tempo correndo ao redor daquele menino". Abro os botões da minha blusa e deparo-me com Chico Buarque: "Ouça um Bom Conselho, eu lhe dou de graça" e eu completo: sou de Bom Conselho de Papacaça, graças a Deus.
Obrigadão.

Carlos Sena - csena51@hotmail.com

Nenhum comentário: