sexta-feira, 3 de julho de 2009

WILSON CARTEIRO



Alguns o chamam de Wilson carteiro, outros chamam de Wilson de Chiquinho, outros de Wilson de Celeste e assim vai.
Tenho lembrança dele na sorveteria de papai, fazendo picolé e atendendo a molecada, outra lembrança que eu tenho dele é das campanhas de Arnaldo Amaral, ele era o locutor, outra lembrança é ele confeccionando cartazes e faixa para o cine Brazilia e outras festividades, no natal era ele o locutor do serviço de som de Bosco Presideus, que ficava no vão da escadaria da igreja matriz, e que animava durante o dia e a noite todo o mês de dezembro.
Pois bem, depois de varias profissões o nosso herói torna-se carteiro, ficando na função até a semana passada. Nos últimos dias como carteiro ele estava praticamente sem conseguir entregar as cartas, devido a três calos e dois esporões que o maltratavam terrivelmente, nos últimos tempos ele demorava de três a quatro dias para entregar uma carta, ai a reclamação era total, pois chegavam contas para pagar atrasada, fatura de cartão atrasada, e ele não podia fazer nada, pois realmente era doloroso andar rua acima rua abaixo, até que o correio resolveu aposenta-lo.
Wilson é sem duvida o maior mentiroso de nossa terra, pense num ser humano pra mentir, e a fama dele chegou até no galinheiro da sua casa, pois certo dia ele vai dar milho as galinhas e elas olham para o milho dele e não querem comer, pois pensavam que era mentira, foi necessário dona Celeste sua mãe vim alimentar as penosas para poderem comer, ah, ah, ah.
Wilson certa feita se encontra com Pedrão Feliciano “outro mentiroso de carteirinha”, em frente à igreja matriz, é quando Pedrão diz estais vendo lá na cruz da torre na igreja um muriçoca, ai Wilson para não passar em baixo diz, e ela esta com as pernas encruzadas ah, ah, ah.
Wilson no carnaval vestia uma kafta de pano com um jornal impresso em toda kafta, então o maestro Zé Puluca começava a tocar e lá vai Wilson com uma latinha de cerveja na mão abraçado com sua esposa Francisca, quando ele concluía a volta total do salão a orquestra terminava a primeira parte do baile, pois ele ia bem devagarzinho, não sei como era que Francisca conseguia agüentar aquilo, ai começava a segunda parte do baile e lá vai Wilson começando a jornada, novamente quando ele concluía a volta a orquestra Villas Lobo terminava o baile.
Wilson antes de se aposentar já estava num birita arretada, depois que se aposentou sem ter nada o que fazer ai é que a birita é grande, o bicho só toma vinho jurubeba, já não tem mais bunda, se colocar dois gato dentro do fundilho dele e os gatos pegarem uma briga não vão arranhar a sua bunda, devido o estado de miséria que ela se encontra.
Aqui vai a minha homenagem a este bomconselhense que faz parte da minha história, espero que a juruba o preserve por muitos anos.

Alexandre Tenório Vieira - tenoriovieira@uol.com.br

Nenhum comentário: