quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Voltando ao Site de Bom Conselho - Complemento


Conterrânea Lucinha Peixoto, um bom dia!!!!

Quando cheguei em casa, depois de um treinozinho, vi você voltando ao Site de Bom Conselho (SBC). Que bom! Que bom que você voltou lá. Mais ainda, que bom que você voltou lá pra nos ocupar com a leitura do seu texto.. Não vou aqui “rasgar seda” (ou é “encomiar?) porque, segundo a Ana Luna, quem “rasga seda” é da casta dos “Vaishias”. Se tentar “rasgar a seda” é bem provável que ela esfiape. Não descendo dos “Vaishias”. Lembra que por descendência sou “braminho” e/ou “sudrinho”. Embora, até agora só consegui mesmo é ser um “dalitizinho”.
Depois de acompanhar sua andança no SBC ia continuar a leitura de um livro do Capra (“Sabedoria Incomum” – onde ele expõe idéias contemporâneas sobre ciência, metafísica, religião, filosofia e saúde). Então, fiquei pensando, por que não acompanhar a Lucinha na sua andança no SBC, pelo menos nos trechos onde ela se referiu a mim. Deixa o Capra pra depois. RESOLVI, VOU ACOMPANHAR A LUCINHA.
Lucinha, vou começar pela nota zero que você me deu em religião. Pra mim, nesse caso, o menos é mais. E assim sendo, você vai ter que me dar uma nota menor que zero se a profecia do Cléomenes se concretizar: “ser ateu quando eu acabar de ler o Livro de Dawkins (Deus, um delírio)”. Ainda não sou um ateuzinho, mas quem sabe algum Deus me ilumine e eu chegue lá. De verdade mesmo é que antes de ser ateu, ateuzinho, incrédulo ou “dalitizinho”, sou um serzinho que adora todos os serzinhos desse mundão de qualquer Deus. Por isso, vamos nos juntar e acender todas as lamparinas dos nossos juízos, independente do gás que vamos usar.. Obrigado de coração pelas boas vindas.
Não liga por eu e o Cléomenes sermos conspiradores de todas as religiões. Na verdade o que gostaríamos mesmo de ser (falo por mim, mas tenho certeza que o Cléomenes vai consentir) é inspiradores. Mesmo que não consigamos inspirar ninguém, pelo pelos vamos transpirar buscando novas idéias sobre ciência, metafísica, religião, filosofia e o escambao. Como estou certo que você não apela para nenhum fundamentalismo, fico esperançoso que logo você esteja participando dos diálogos que tenho feito com o Cléomenes. Quem sabe a nossa não-religiosidade esteja equivocada e a sua crença esteja certa? Penso que o importante é estarmos lúcidos, sem preconceito buscarmos compreender a Teia Vida ou a Deus, ou pelo menos conhecermos a nós mesmos.
Quanto a escrever bem, nessa você errou feio. Já manifestei outro dia que quando adolescente era bom em matemática e em português só passava se colasse. Hoje sou ruim nos dois. O que ameniza o vexame é o corretor de ortografia e gramática do Word. Como sou “vagabundão” tenho tempo pra redigir, vagarosamente e com muita transpiração, os meus e-mails no Word e só depois passo para “Yahoo.mail”. Pra você ter uma idéia, aquele texto da “Saga do bicicleteiro” levei uns três dias para escrever. E quando eu o lia e em seguida lia a beleza de redação do texto da Eliúde Villela, para me espelhar. Pensava em desistir de enviá-lo para publicação. Só não desisti porque pensei ser covardia ou que o meu ego-eu queria era aparecer.
Quanto a ir na “onda” do Cleomenes. Não preocupa não. Quando eu morava aí no (a)Recife eu me virava bem nas ondas com o Windsurf. Agora, aqui no serradão de “Berlândia” continuo surfando, só que agora nas “ondas mentais”. Vou sobrevivendo na crista destas, o importante não é chegar na “praia”, o importante é o surfar. É ter companhia para surfar. É cada um pegar a onda do seu jeito. Eu vou surfando minhas ondas o Cléomenes vai surfando as dele e juntos vamos melhorando o nosso surfe. Você que gosta de surfar nas parábolas cristãs, aprecie esta onda do Zen-Budismo:

"Um monge perguntou a Tung-shan se este concordava com todos os ensinamentos de seu mestre, responde ele: - ’Eu aceito metade e rejeito metade.’ Então o monge volta a perguntar: - ‘Porque não aceitar tudo?’ e Tung-shan responde: - ‘Se assim fizesse, seria indigno do meu mestre.’ "

Continuo te aguardando para passeamos juntos (Eu, você, o Cléomenes e quantos queiram), vamos surfar nas ondas dos diálogadores. Obrigado por ter me feito surfar, no SBC, nessa manhã “auspiciosa”. ”Atchá”!!!!!

Roberto Lira - rjtlira@yahoo.com.br

Nenhum comentário: