quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O DIA EM QUE BOM CONSELHO PAROU - 3ª Parte - AS PROVAS (CHUTE A GOL E BASQUETE)



Amigos leitores o dia 22 de agosto do ano de 1973, é um dia para nunca ser esquecido por nós bom-conselhenses.

Depois da queda de braço a próxima prova foi chute a gol, os nossos atletas foram Everaldo Gico (filho do major Boanerges) goleiro e Adeildo Torres (filho de seu Manuel Torres) artilheiro, Adeildo morava em Garanhuns e era jogador semi-profissional, tinha já jogado em varias equipes de Garanhuns inclusive a AGA, nós estávamos bem representado, para nós era barbada.



Para frustração de nós bom-conselhenses perdemos esta prova, a euforia inicial com a queda de braço deu lugar à tristeza, nós tínhamos certeza que iríamos ganhar esta prova, pois Adeildo Torres era um excelente jogador de campo, só que nós deveriam ter levado um jogador de futebol de salão, pois a barra que os goleiros iriam defender era barra de futebol de salão.



A próxima prova foi arremesso de bola na cesta, nós tínhamos como representante o nosso Manuel Galdino, que naquela época estudava em Recife e jogava basquetebol no colégio que estudava, para sermos sincero nós não tínhamos muita confiança em Manuel, não porque fosso fraco no basquete, e sim por ele esta fora de Bom Conselho já a um determinado tempo e nós não sabermos se ele jogava bem ou não o basquete.

Para supressa geral nós ganhamos esta prova, Manuel Galdino deu um show de bola na cesta, e novamente ouvem-se nos quatros cantos de Bom Conselho o grito de alegria e os Foguetes de Manuel Fogueteiro.

Alexandre Tenório - tenoriovieira@uol.com.br

---------------

(*) Fotos do evento enviadas pelo autor.

Nenhum comentário: