quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O DIA EM QUE BOM CONSELHO PAROU - 7ª Parte - PROVAS (PERSONALIDADE E TENIS DE MESA)



Como vimos no ultimo artigo nossa cidade estava perdendo de 5x4, tinha começado a reagir, e tínhamos em Pedro de Lara nossa chance de empatar.

A nossa personalidade seria Pedro de Lara, que era conhecido nacionalmente fazendo um papel interessante como jurado do programa do Chacrinha, e já tinha trabalhado como jurado em Silvio Santos, e não se cansava de dizer para todo país que era natural de Bom Conselho de Papacaça, porém o nome de Chacrinha era mais forte que o de Pedro de Lara, isto ficou bem claro ao longo do programa, quando o jurado tinha alguma dúvida, decidia por Surubim, nós sabíamos que seria muito difícil ganharmos esta prova, e realmente aconteceu isto, Surubim ganhou e nós passamos a perder de 6x4.

Entre os anos 60 e 70 na casa de minha bisavó Rosa Feliciano, se juntava uma turma de moças e rapazes, para jogarem tênis de mesa. A casa de vovó Rosa pegava de um lado a outro da rua, ou seja, começava na rua 7 de setembro e terminava na Joaquim Nabuco, tinha um armazém grande, onde a rapaziada se reunia todas as tardes para jogar tênis de mesa e ali marcava o que fazer na noite, era o point de nossa cidade, freqüentava (Abel de dona Anália, Daniel Brasileiro, minha tia Ieda, Joanita Torres, Maria Cardoso, Florismário Vanderlei) etc., então devido a eles jogarem todos os dias eles ficaram craques no tênis de mesa, e foi escolhido Abel filho de dona Anália para ser o nosso representante nesta prova, infelizmente não ganhamos e terminamos a série perdendo de 7x4, a tristeza tomou conta da cidade que via fugir aos poucos a nossa chance de ganhar, Manuel fogueteiro estava inconsolável, pois se não ganhássemos ele não soltava os foguetes e se não soltasse os foguetes ele não ganhava dinheiro, e ele tinha investido muito dinheiro nos foguetes, pois a comemoração seria muito grande se nós ganhássemos e ele iria lavar a burra.

Alexandre Tenório Vieira - tenoriovieira@uol.com.br

Nenhum comentário: