domingo, 29 de novembro de 2009

Os Sobrinhos do Capitão e o Pré-Sal



Quando se chega à minha idade, certas horas, dar uma vontade imensa de olhar para o passado. Se perguntarmos a alguém inteligente sobre a causa desta vontade ou desejo, ele dirá: Nossa vida se compõem do passado, do presente e do futuro. O presente não tem tamanho, o tamanho do passado aumenta cada dia e o do futuro diminui. Ou seja, a cada dia temos mais passado e é muito natural que falemos dele.

Meu passado em Bom Conselho foi mais curto do que o passado noutros lugares mas, foi mais intenso, talvez, porque lá o futuro era muito maior, e só pensávamos nele. E neste passado lembro bem dos Sobrinhos do Capitão. Era uma dupla de crianças endiabradas que fazia parte de minhas coleções de gibis. O Hans e o Fritz bagunçavam o coreto da Mama e do Capitão. Toda a graça das histórias estavam centradas nas peças pregadas pela dupla sobre estes dois e, às vezes, com o Coronel. Diziam até que os sobrinhos não eram realmente sobrinhos mas, o fruto de um furtivo caso entre a Mama Chucrutz, como a chamavam, e o Capitão.

Não lembro de nenhuma de suas estórias de forma específica, apenas do sentido geral: eles aperreavam a Mama e o Capitão. Alguns falavam até que sua leitura não era muito adequada para as crianças, porque se elas os imitassem, seria um caos em cada família. Fiquei então imaginando porque o Hans e o Fritz surgiram em minha mente. Lembrei!!! Foi a posição do nosso Governador Eduardo Campo e do Governador do Ceará, Cid Gomes, em relação ao dinheiro do Pré-Sal.

Para aqueles que não sabem, tentarei, sucintamente explicar o que é o Pré-Sal. (Aqueles que quiserem uma explicação mais detalhada podem ver o link: http://diariodopresal.wordpress.com/o-que-e-o-pre-sal/, do qual foi tirada a maioria das informações abaixo).

O Pré-Sal é uma área de reservas petrolíferas encontrada sob uma profunda camada de rocha salina, que forma uma das várias camadas rochosas do subsolo marinho.


As reservas do pré-sal encontradas no litoral do Brasil são as mais profundas em que já foi encontrado petróleo em todo o mundo. Representam também o maior campo petrolífero já encontrado em uma profunda região abaixo das camadas deste monte de sal. É considerado uma grande bacia petrolífera e avalia-se que tenha entre 70 e 100 bilhões de barris equivalentes de petróleo e gás natural mineral. Os geólogos mais otimistas falam em até 200 ou 300 bilhões de barris. Para dar uma ideia de sua importância, se as reservas petrolíferas forem de 100 bilhões de barris, e o petróleo estiver cotado entre US$ 50,00 ou US$ 100,00, esta riqueza mineral permitirá ao país obter uma renda gigantesca, entre US$ 5 trilhões e US$ 10 trilhões (em 2008, o Brasil trabalhou o ano todo para produzir mais ou menos US$ 1 trilhão), apenas extraindo óleo cru. Se o petróleo for refinado, este valor pode ser multiplicado em várias vezes, afetando diretamente toda a economia nacional. Neste contexto, a descoberta do pré-sal levou a uma grande mobilização social e política em todo o Brasil, em defesa da revisão da legislação que ainda hoje regula o setor petrolífero e a extração de petróleo no Brasil. Embora, só se espere que estes recursos estejam disponíveis daqui a alguns anos, a garantia da Soberania e da Cidadania no futuro do Brasil, em grande medida, dependem dos rumos deste debate e da mobilização popular no Brasil do presente.



Uma das grandes questões envolvidas é a distribuição deste mundaréu de dinheiro entre os brasileiros. A guerra, anunciada há duas semanas pela imprensa, foi provocada pela insistência dos estados não produtores (entre os quais Pernambuco) em distribuir os royalties da área já licitada do pré-sal entre todas as unidades da Federação. Dois governadores dos Estado atualmente produtores de petróleo querem evitar que os demais estados avançem sobre os recursos da área do pré-sal já licitada, que são distribuídos hoje em sua maior parte aos estados e municípios produtores. Para fazer esta distribuição foi apresentada uma emenda ao Congresso que está sendo julgada por estes dias. O nosso Governador e o do Ceará (mais o nosso), neste caso estão bancando o Hans e o Fritz , sendo a favor da emenda e aperreando a Mama e o Capitão, que são a Dilma Roussef e o Lula, que pode, se titubear, ficar sem o pré-sal aprovado e sem os Governadores dos Estados produtores no palanque de sua candidata à Presidência, a Mama Chucrutz.



É um imbróglio que não tem tamanho para o Lula, ou pensando bem, uma possível solução para suas agruras na escolha de um candidato viável, para ficar no seu lugar. Estive lendo a Lucinha Peixoto e José Andando por estes dias, em suas coberturas e descoberturas das visitas a Bom Conselho, por parte de nossos governantes (http://www.citltda.com/2009/11/procurando-os-pes-de-galinha-no-sbc.html - http://www.citltda.com/2009/11/lula-em-bom-conselho.html - http://www.citltda.com/2009/10/o-encontro-com-lula.html ). Eles dois quase afirmam que o candidato ideal para Lula seria o Eduardo. Lucinha chega a dizer que ele (o Eduardo) é o “cara”. Eu penso que o nosso Zezinho andou conversando mais do que sobre Academia com o seu conterrâneo Lula, nosso presidente. Ele pode ter dito:

- Amigo Lula. Veja longe como você via em sua infância. A Dilma é um andor muito pesado prá carregar até 2010. Tem um passado difícil de conciliar com o seu, e nas lutas do passado, não usava suas armas. Já o nosso Eduardo tem tudo a ver com você. Neto de quem é. E lembre da frase que sua mãe dizia: “Filho de gato é gatinho, maracajá pintadinho”, hoje eu lhe digo a frase como Lucinha me falou: “Neto de gato é gatinho, angorá e bonitinho”. O Miguel Arraes ensinou tudo a ele. Pense nisso.

E Lula, um dos maiores políticos vivos, deve ter ouvido e calado, ou, quem sabe, pigarreado. Talvez ele não esteja se esforçando tanto em defender os Estados produtores assim, e a emenda passe. Para isto o nosso Governador Eduardo, tem que fazer como o Hans e o Fritz dos meus quadrinhos: Aperrear, aperrear e aperrear a Mama Chucrutz e o Capitão.

Tenho certeza que, com a vinda dos Royalties para Pernambuco, Bom Conselho terá o seu quinhão. Talvez seja a vinda da fábrica de embutidos da Brasil Foods, ou mesmo, a chegada da Petrobrás, para verificar se na caverna do Bulandi tem petróleo mesmo, ou era conversa de Tonho Fernandes. Mesmo que fosse só conversa, Pernambuco teria mais um presidente. Vamos aperrear o homem, Governador!

Diretor Presidentediretorpresidente@citltda.com
-------------
(*) As fotos são do Blog Diário do Pré-Sal, mantido por Lucas K. Oliveira, que como nós tenta passar a informação, esperando que ela faça o bem, só em troca do bem: http://diariodopresal.wordpress.com/.

Nenhum comentário: