domingo, 22 de novembro de 2009

Procurando os Pés-de-Galinha no SBC



Hoje, pela manhã, voltei ao SBC. Vocês todos perguntarão: De novo???? É verdade, estou me tornando habitué, como eu era antes quando escrevia para o Mural. Tempos animados aqueles. Hoje, a animação fica por conta das coberturas fotográficas e foi isto de melhor que lá encontrei.

Minha intenção era ver se realmente haviam publicado o artigo sobre os Pés-de-Galinha, escrito por minha amiga Ana Luna, pois não havia conseguido ver antes. Vi que encontraram os membros inferiores das penosas e eles estavam lá direitinho. Em compensação não encontrei em sua Coluna, um artigo dela, que aqui já publicamos, perguntando o que faz um homem ser homem. Deve ser um atraso simples de publicação, como ocorre aqui em nosso Blog. Nunca seria por esquecimento, tenho certeza.

Nesta procura, me deparei com o Governador Eduardo Campos, em carne e osso. A cobertura de sua estadia em Bom Conselho estava tão boa que o “carne e osso” acima quase não é uma figura de linguagem. A Niedja, o Saulo e o Zé Maria deram um show de cobertura. Uma dia quero conhecê-los pessoalmente para dar-lhes os parabéns por estas e por outras.

Sinto uma pena danada do Luis Clério ainda não ter criado a Gazeta Online, para fazer uma cobertura jornalística do evento, que pudesse ser seguido por todo Bom Conselho conectado. Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, e às vezes isto é verdade. Entretanto, as imagens não dizem nada quando não sabemos quem são todos aqueles gordinhos (uns preferem "fortinhos"), saboreando os produtos da Perdigão. Nestes casos faltam palavras. De longe, tive vontade de usar um pouco as minhas para sanar, pelo menos parcialmente, esta falha do SBC.

Pelas fotos, o nosso Zezinho perdeu uma grande festa. É óbvio que ele irá dizer que se o Lula estivesse lá, eu poderia multiplicar o seu brilho por 10 e ainda estaria sendo modesta. E ainda dirá que não haverá mais crianças com os nomes de Eduardo ou Eduarda, não será um dia incomum, nem feriado municipal, pois o povo tem certeza de que ele, o Eduardo, voltará brevemente. Eu concordo plenamente. No entanto, se só derem nomes a crianças daqueles que só vão lá uma vez na vida, todos agora vão se chamar Inocêncio ou Humberto.

É óbvio que conheço uma porção de gente que está nas fotos, não pessoalmente mas de suas aparições públicas. Por exemplo, a prefeita Judith Alapenha, não a conheço por causa de nossas diferentes idades. Lembro de sua tia, Inês. Ambas estavam vestidas para competir com Marísia Letícia e seriam um páreo duro. Ganharam disparado da Ana Arraes. Aquele blusão listrado, sei não... Embora a Renata não tenha ido, pelos últimos eventos em que a vi, ela competiria bem com a vice-prefeita. Embora todas estivessem muito elegantes. Moda masculina não havia nenhuma, mas o Eduardo estava um "gato" (desculpe Renata, mas a verdade tem que ser dita) com aquele modelito “despojadérrimo” de Toritama.

Pelas fotos da Prefeitura, observei que havia bastante gente. Não o suficiente para transformar a efeméride numa festa popular. Nem era a intenção, penso eu, pois se fosse, aqueles discursos todos teriam sido feitos num palanque armado na Praça Pedro II. Faz algum tempo que não vou a Bom Conselho, e conheço pouco dos seus homens públicos atuais, tanto que dos que lá discursaram, da terra, só vi a prefeita. O que os outros estavam fazendo lá?

A visita à fábrica da Perdigão foi uma festa das elites. Elite política, social e gastronômica da cidade. A desconcentração era total. Pensei em colocar umas fotos nesta matéria mas tive medo. Poderiam dizer que estávamos fazendo “merchandasing” da Brasil Foods. Com o volume de produtos desta empresa e a maior concentração de homens “fortinhos” que já vi, isto seria inevitável. O Saulo, o Mábio, o Luiz Clério e o Valfrido, que são os que conheço de fotos, estão um pouquinho acima do peso. Isto deve ter sido agravado nesta calorífica reunião. Há uma foto em que o Governador sai com a Prefeita da fábrica, na qual caberia uma legenda (estou atentando o Jameson prá ver se ele coloca, ainda hoje).


Enfim, foi uma grande festa fotográfica e que me entreteve uma boa parte do domingo, me fazendo esquecer só um pouco dos meus pés-de-galinha. Seria melhor que fosse com o Lula, e se fosse, eu estaria escrevendo sobre o Jornal Nacional de sexta-feira. Mas, não percamos as esperanças nem deixemos de cobrar a visita do Presidente a nossa terra. E, além disso, quando ele vier, espero que já não traga a Dilma, tendo descoberto que Eduardo é o “cara” para 2010.

Lucinha Peixotolucinhapeixoto@citltda.com

(*) Foto do SBC, com trabalho artístico da CIT (obrigada, Jameson).

Nenhum comentário: