quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Poesia com nome: Marina!


Sarah Augusta, Augusta Sarah
és mulher, foste menina.
Nessa lida, ninguém pára
e de ti nasceu Marina.

Marina traz alegria
seja no colo ou no piso.
É dom da Virgem Maria
e muito alegra ao Tarciso.

Dobrada satisfação
faz bem a alma da gente
Unifica essa união
e por que ser diferente?

Marina é cheia de graça
mas dá trabalho também.
O trabalho logo passa
e a recompensa convém.

Marina não é morena
é branquinha, sim senhor!
Como é linda essa pequena
orgulho do trovador!

Orgulho do trovador
mais ainda dos seus pais
Não é isso, seu doutor?
Sei que é isso e muito mais.

Como te chamam Marina
e Marina assim tu és!
E hoje és tão pequenina
todos estão aos teus pés.

Marina, tu és Augusta
e mereces reverência
A Justiça pra ser justa
faz coro com a ciência.

Por isso, és imponente
teu destino é majestoso
Imponência que se sente
no teu passo glorioso.

Saudemos tua chegada
e por aqui vamos ficando
E nessa noite enluarada
estamos comemorando.

Comemoro o teu sorriso
assim também os teus passos
Viva o sonho que é preciso
e que alarga os teus espaços.

Segue a tua caminhada
que a estrada te pertence
Não tira o pé da estrada
que vencedor é quem vence.

Que tu sejas vencedora
que Cristo sempre te veja
Que tenhas luz redentora
que Deus do céu te proteja.

José Fernandes Costa - Recife - jfc1937@yahoo.com.br

Um comentário:

Danielle disse...

Amei o Poema com o nome da minha pequena. Acabei de postalo não pus o nome do escritor pois não tenho certeza de quem seja. Mas parabenizuo e fiz adaptações pus meu nome no de Augusta e de meu Marido no de Tarcísio.