terça-feira, 1 de junho de 2010

MADRE NATÁLIA



Toda uma geração de bom-conselhenses conheceu madre Natália, era uma das poucas freiras cultas e com nível superior de escolaridade que morava no nosso colégio, era professora de inglês, ensinava pelo o método YAZIGI, era de família rica.

Madre Natália foi madre superiora do colégio N S do Bom Conselho, ela tinha mais regalias que as outras freiras, pois ela tinha um salário muito bom, como educadora e com isto a congregação ganhava, pois o salário ficava quase todo para a congregação, ela tinha uma sala exclusiva para ela e um quarto com suíte, realmente ela fazia a diferença, e ela sabia disto, por isto ela tinha força perante as outras freiras.

Tive o privilégio de ter ela como minha professora no Colégio Frei Caetano, fui seu aluno no 1º e 2º ano cientifico, e prá ser sincero não aprendi nada de inglês, ela começou o ano conjugando o verbo to be e terminou o ano conjugando o verbo to be, vai gosta do verbo to be assim na China.

Madre Natália tinha uma boa estatura, era muito simpática, de cor branca e deveria ter sido muito bonita quando jovem e devia pesar uns 120 kilos, quando a conheci era já era uma senhora de certa idade, já tinha até barba.


Madre Natália ensinava no colégio N S do Bom Conselho e também no Colégio Frei Caetano, tinha a maior coleção de chaveiros que eu conheci, tinha chaveiros de todo mundo, os amigos, alunos, ex-alunos quando viajavam e viam um chaveiro diferente lembravam-se dela e compravam para lhe dar de presente, nós alunos que sabíamos do seu hobby, vivíamos nas lojas de souvenir atrás de chaveiros para darmos de presente e assim garantir uma boa nota.

Nós brigamos na tapa para carregarmos a sua bolsa, pois quem assim fazia tinha garantido uma boa nota, então a briga era grande para carregarmos a sua bolsa.

Ela tinha uma curiosidade, ela tinha um cheque de ausência, que ela usava para expulsar aqueles alunos maus elementos.

O aluno que mais deu dor de cabeça a madre Natália foi Berus filho de Abdias (conhecido como Jesus), Berus quando não queria fazer prova comia ovo, batata doce, cebola etc., e ia fazer a prova, quando começava a peidar não tinha quem aquentasse, por muitas vezes foi suspensa a prova devido ao fedor de bufa na sala.

Certa feita Berus faz uma presepada e ela lhe dar uma cheque de ausência, de cinco dias, então Berus vai saindo de cabeça baixa com o cheque na mão e na hora de transpor a porta ele pergunta, ou madre este cheque tem fundo, pense na bagaceira de riso e anarquia, até a própria madre não se aguentou e caiu no riso, foi uma zona total.

Madre Natália tinha sido na adolescência namorada do meu tio Gervásio Pires, por isto ela tinha uma consideração toda especial comigo, morreu com mais de 90 anos e realmente marcou história no nosso Bom Conselho.

Alexandre Tenório Vieira - tenoriovieira@uol.com.br

Nenhum comentário: