quarta-feira, 28 de julho de 2010

O FADO É PORTUGAL




FADO MULATO, FADO TROPICAL, COQUEIROS E OLIVAIS.
TENTAMOS SEMPRE UNIR AS CULTURAS.
AMBAS COM A EMOÇÃO À FLOR DA PELE..
EM CADA FADO UMA NOTA DE SAMBA, CANÇÃO
EM CADA SAMBA O QUEIXUME DO FADO, PAIXÃO.
E TUDO COMEÇOU NO MAR.........
DAS ÁGUAS PROFUNDAS, MAR ABERTO,
APROXIMAÇÃO DOS SANGUES...
CORAÇÃO BATENDO FORTE.
MENTES A PREOCUPAR,
A CISMAR, A ESPERAR.....
UM DIA, A GRANDE VIAGEM IRIA ACABAR EM MÚSICA!
ANOS IDOS E MUITOS! MISTUROU-SE EM TERRAS BRASILEIRAS
MUITOS RITMOS
AS CANTIGAS POPULARES E O SOM DE ORIGEM AFRICANA,
OS INDÍGENAS COM SEUS CANTOS TRIBAIS E A MÚSICA ERUDITA EUROPÉIA. COMO EM UM GRANDE CALDEIRÁO MUSICAL, OS RITMOS FORAM GERANDO OUTROS E MARCANDO HISTÓRIA.
SAMBA?? BRASIL
TANGO?? ARGENTINA
VALSA?? VIENA
FADO?? É PORTUGAL.
A PALAVRA FADO VEM DO LATIM, ”FATUM” E SIGNIFICA DESTINO.
ACREDITAR OU NÃO NO DESTINO FICA O SEU LIVRE ARBÍTRIO.
PORÉM, ACREDITAR QUE.......
“TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE, TUDO ISTO É FADO”,
É PRECISO.
O FADO É POR EXCELÊNCIA A CANÇÃO DE PORTUGAL.. ENTRE AS MÚLTIPLAS DEFINIÇOES, ARGUMENTAÇÕES, SOMAM-SE SUPOSIÇÕES
VARIADAS. NÃO, NÃO INTERESSA SABER.. BASTA SENTIR.
QUANDO MEUS OUVIDOS RECEBEM A GUITARRA PORTUGUESA DEDILHANDO UM FADO, UM MUNDO DE SENTIMENTOS AFLORA.
MISTO DE PAIXÃO, DOR, AMOR, TURBILHÃO DE AIS. .... AI!
QUANTOS AIS.....
AI, MOURARIA.....
COM O FADO, É PRATICAMENTE PERMITIDO SOFRER, UM SOFRER QUASE GOSTOSO, DAS LEMBRANÇAS QUE LONGE VÃO......
AS LÁGRIMAS SÃO DOCES DESLIZES DE UM CORAÇÃO QUE SENTE, E NÃO MENTE JAMAIS.
“AI, MOURARIA, DO HOMEM DO MEU ENCANTO................
DA GUITARRA A SOLUÇAR.”
SOLUÇA, SENTE. É FACIL
É ASSIM.
A GUITARRA PORTUGUESA COMEÇA MEU SONHAR......
JURO QUE TENTAREI........ NÃO CHORAR.
O FADO É IDIOMA, É O FALAR.
O FADO É A VOLTA AO LUGAR.... AO MEU LUGAR.
É CANÇÃO MAGOADA... .LEMBRANDO UM MISTO DE LAR, TERRA, RAÍZES
NUNCA ESQUECIDAS, SEPULTADAS. JAMAIS.
O FADO É ASSIM, MISTURA DE AMORES MIL.
POR MAIS QUE EU TENTE EXPLICAR, DEFINIR, QUAL O QUÊ!
UM SENTIMENTO CONFIRMA:
O FADO É PORTUGAL
MAIS QUE ISSO.
O FADO É O MEU PORTUGAL.
E ANTES QUE EU ME ESQUEÇA, IMPOSSÍVEL NÃO NOTAR, POR MAIS QUE EU TENTE, O FADO FAZ DA MINHA PROSA UM POEMA. NÃO CONSIGO
PROSEAR, APENAS RIMAS DE AMOR AO FADO VEM ME LEMBRAR QUE O FADO É FONTE DE INSPIRAÇÃO, AMORES E DORES.
SE NEM ÀS PAREDES CONFESSO, OUSO DIZER SEM ENFADO
NÃO FALEM, NEM PISQUEM
“SILÊNCIO!!! VAI-SE CANTAR UM FADO!”

Ana Miranda Luna - anammluna@yahoo.com.br

Nenhum comentário: