domingo, 31 de outubro de 2010

Ainda o Blog Chumbo Grosso




Hoje, ao chegar das urnas, onde sufraguei o nome de José Serra para presidente, resolvi escrever sobre um tema que tem algo a ver ainda com o processo eleitoral, democracia, liberdade de expressão, valores e quejandos. Trata-se de uma decisão do Blog do Roberto Almeida de banir o Blog Chumbo Grosso (BCG) de sua lista de favoritos.

Talvez eu nem voltasse a este tema se ele não tivesse sido tão comentado, e ainda, penso eu, não houve comentários suficientes sobre o caso. Por um comentário, o do Altamir Pinheiro, que para mim, foi a vítima neste caso, eu apenas diria para o prezado Altamir que não costumo botar a mão no ombro de ninguém, e se o defendi, foi porque achei que os bons valores não foram usados na decisão do Roberto, e agradeceria a ele nota dada a mim pela minha “grandeza democrática”.

Quanto aos outros comentaristas, eu diria como Jack o Estripador, vamos por partes. Existem aqueles que nem merecem respostas, ou se merecem é do tipo que o BCG a deu com a devida e justa aplicação de uma Lei da Física. E há outros que ainda merecem alguns comentários, porque servirão para, senão para melhorar o mundo, mas pelo menos mostrar que existem pontos de vista diferentes.

Começando do começo, o comentarista de Olinda, que continua imitando o papagaio do Mercado da Encruzilhada, ao dizer Dilma 13, curupaco, e eu apenas o cito, fazendo como minhas as suas palavras: “Tem seres vivos, diminutos, que não compreendem a dimensão do que é ser humano.”

O senhor Gerson Nunes de Souza, pede perdão aos insetos, quando os compara com o Altamir. Sempre mantendo distância, porque não quero botar a mão no ombro de inseto, eu apenas digo que talvez, o inseto seja uma pulga, que começou a morder e incomodar pessoas com visão política diferente. Mais uma vez, faço minhas as suas palavras senhor Gerson, quando diz que o inseto: “... não tem o direito de achincalhar, menosprezar e agredir com palavras fúteis as pessoas.” E continua dizendo: “Não pense esse tal de guerrilheiro, que todas as pessoas tem o nível baixo como o dele.” Caro senhor Gerson, ao fazer tal comparações, o senhor ainda pensa que tem um nível mais alto do que o inseto? Pense senhor, Gerson, pois inseto não pensa.

Aí eu cheguei e cometi o meu comentário, que todos que tem preguiça mental, talvez eu inclusive, dizem que é muito longo e nem se dão ao trabalho de ler. Criticar é muito menos trabalhoso do que pensar. No que há de substantivo nele, eu apenas disse que o Roberto não usou os seus valores para banir o BCG, e sim, ouviu a voz rouca da ruas, para fazê-lo, junto com uma ofensa que ele fez a Nefertari sua ex-esposa. Até aqui eu não posso dizer nada, pois nenhum deles, nem o Altamir nem a Nerfatari esclarece que tipo de “carícias” trocaram.

Depois vem o Einstein, do Recife, que deve até morar aqui por perto. Seu defeito além de escrever mal, é não ler mais de 4 linhas. Portanto com ele tenho que ser curta e tentar não ser grossa, citando-o também: “quanto é importante a democracia e a liberdade de expressão mais (sic) poucos tem a honradez e o intuito de preservá-la.?” (o ? é meu, pois ele esqueceu). Tá vendo Einstein, concordo com você nesta!?

O senhor Genaldo de Barros tocou num ponto interessante. A questão do anonimato. Eu concordo com ele que um administrador de Blog deve ter cuidado com o que vem nele. O problema senhor Genaldo é quando temos que exercer este cuidado. Não devemos é ser radicais. Se formos proibir tudo, como é que eu provaria que o senhor realmente é o Genaldo Barros? Hoje, como já disse no meu comentário, todos somos uma espécie de peça de ficção. Se não proibimos nada, vamos chegar a completa anarquia, como a que existe nos comentários do BCG. Eu fui vê-los uma vez e não vou mais, ou seja exerço meu direito de ir e não voltar. Isto, para ser justa, já não acontece com os textos, transcritos ou escritos pelo Altamir. Nisso ele tem razão, só pesa a mão quando pesam com ele, e que mão! Cruzes!!! O importante é que todos tenhamos o direito de nos manifestar e usar nossos valores dentro dos limites. A colocação de regras nesses casos devem ser discutidas e muitas discutidas, mais até do que a questão do aborto.

Aí vem o Roberto Almeida, que um dos seres mais educados que eu já vi neste planeta. Obrigado Roberto pela resposta, mas, permita-me mais uma vez enfatizar o que eu discordei de sua atitude, já que você diz que não foi a política. Diz que é porque a linha do Blog dele não é “mais” a sua, e este ponto é o que mais me deixa encafifada. Eu o admirava, e ainda o admiro noutras atitudes, por você ser o único Blog de Garanhuns, ou talvez do mundo, que colocava o BCG entre os favoritos, e, a não ser que a ofensa a Nefertari tenha sido tão grave, muda de opinião porque alguém pediu que o fizesse. Se estas opiniões são aquelas que estou vendo em comentários, me perdoe, mas são muito fracas.

O senhor Antonio Ivo diz que sua decisão, além de correta é santa, e pede para o Roberto cortar as asas das mulheres ricas de Garanhuns. Eu lhe digo Roberto, que se eu fosse um mulher rica, quando fosse a Bom Conselho, eu passaria por fora, se você der ouvido a opiniões como esta.

Chegou a vez da Bárbara. Em primeiro lugar, a senhora que sou eu, trabalha na CIT e tenho muito orgulho disto. Quanto ao significado de CIT, ele tanto pode ser Companhia Inimiga do Trabalho, como Coçando Intensamente os Testículos ou mesmo outros menos divulgáveis, mas seja lá o que seja, ainda concordo com ela quando diz: “Poucas pessoas sabem o significado das palavras caráter e respeito.” E ela, tenho certeza não está entre elas, quando incentiva cassar a palavra de alguém porque se expressa diferentemente dela. A resposta melhor que deu a ela foi o Altamir, seguindo a lei da física, de ação e reação.

Quanto ao João Paulo, não posso dizer nada pois não conheço seus pais para saber tudo o que ele pensa. Espero que eles entendam de ética mais do que o filho.

Pelo que entendi o Itamar Casuarina, além de querer calar o BCG, quer também tirar o próprio Altamir (que ele “civilizadamente” chama de Baixamir) do convívio com o povo civilizado. Com o nível de termos que ele usa parece até que ele quer levar o Altamir para a casa dele.

Depois do comentário do Altamir, que mostrou que o Roberto, publicando-o é muito melhor do que alguns dos comentaristas, vem o comentário do Lulinha Almeida, que tem razão, quando a acusação feita não é verdadeira, e a pessoa agredida em todo direito de defesa. Como ele diz “o que não se pode é agredir e denegrir verbalmente uma pessoa...” sempre fica a dúvida do que seja agressão e o que seja denegrir uma pessoa. Este tema é muito complicado para ser tratado aqui, mas eu só chamo a atenção sobre a distinção entre pessoas públicas e pessoas não-públicas. Por exemplo, quando eu chamo o Lula de apedeuta-mor, eu estou ao mesmo tempo elogiando-o porque estou dizendo que ele é o chefe dos apedeutas brasileiros, pela a função que ele ocupa, e, também dizendo algo que só se configura uma agressão verbal se eu estiver dizendo um mentira. O Lula pode muito bem processar-me, e provar, fazendo um ditado diante de qualquer juiz, como pretendem fazer com o Tiririca (qual a diferença entre eles? Só porque o Tiririca é só deputado? Olhe que, se o PT farejar o poder com ele, brevemente, ele chega ao Planalto). Eu garanto que o ditado, pode até ser melhor do que o do Tiririca, mas seria bem ruinzinho. Ou vocês pensam que quando o Lula faz um discurso é ele que escreve? Procurem saber quem é o Sérgio Xavier Ferreira e porque ele ganha mais de 100.000 reais por mês do Itamarati. Só para concluir, minha mãe era uma apedeuta, não era mor, mas ela não precisavar se instruir para fazer o que fazia, ser dona de casa. Mas se ela quisesse ser “presidenta” eu a aconselharia a se instruir mais um pouco.

Agora vem a Nefertari, que como eu considera o blog do ex-marido um espaço democrático e também, como eu, vai lá sempre. Ela não toca no meu nome. No entanto, como ela é o pivô do banimento do BCG do blog do Roberto, e deve ter sido por seu intermédio que ela critica a postura do BCG, devo comentar o seu comentário, pois eu a repito, com a mesma frase que já vi no Blog do meu conterrâneo Jodeval: “Se nos calarmos, até as pedras clamarão”. Primeiro ela disse: “...O que eu disse, está aqui e não retiro uma só vírgula,...”. Eu não entendi. Eu me refiro àquilo que o Altamir fala no seu comentário quando diz: “Pediria encarecidamente que você publicasse na íntegra as flores que sua ex-esposa jogou no cafajeste do Altamir Pinheiro, como também a agressão e a estupidez que o valentão e mal educado Altamir Pinheiro cometeu a sua ex-NEFERTARI.” Eu gostaria de saber. pois li tudo e não vi nada.
Citando a Nefertari novamente: “Democracia é liberdade de expressão com responsabilidade, com civilidade. Debochar acintosamente de um povo e do seu dirigente máximo, isso sim, é falta de respeito.” Eu diria que Democracia não é só isto que ela diz, mas, exige que se tenha liberdade. O grande problema é quando se começa adjetivar liberdade. O que é uma liberdade de expressão com responsabilidade ou com civilidade? Seria chamar o Lula de grande estadista e o melhor presidente que o Brasil já teve, ou dizer que ele cometeu crimes eleitorais, debochou da justiça e das leis do seu país, usou nosso dinheirinho para viajar para cima e para baixo em defesa de sua facção política, que desejou extirpar partidos políticos, que é um apedeuta que se vangloria em sê-lo, levando a juventude a acreditar que estudar muito é ruim e que para compensar seus complexos de inferioridade nesta área, seu último desejo é dizer que o governo de FHC foi pior do que o dele? Isto seria debochar do dirigente máximo, ou é dizer a verdade? Ora, minha cara Nefertari, se todos que assumissem aquela cadeira no planalto, tão cobiçada, se tornassem imunes a erros e críticas, para que a Democracia moderna teria também como um dos seus pilares a alternância de poder? Seboso de Caetés é muito pouco, pois ele não se comportou, principalmente nestes tempos de campanha, que foi por ele antecipada em 2 anos, como um dirigente máximo de uma nação, mas sim como um cabo eleitoral da Dilma. Quem quiser pode rezar para ele, mas ele não está entre os meus santos.

O André de Garanhuns está com a razão quando diz que eu sou católica, mas não está certo em dizer que eu saio xingando e caluniando pessoas que não conheço. Eu não me lembro de nenhuma pessoa que eu tenha xingado sem conhecer e caluniar eu nunca o fiz, principalmente com as que eu conheço. Por exemplo, agora estou conhecendo você, pelo que você escreveu, mandando apagar as pessoas, eu posso dizer sem medo de pecar por calúnia que você não se inclui entre as pessoas sérias que visitam o Blog do Roberto.

Finalmente, temos o Augusto Souto. Ele se refere a mim quando diz que quem acha que o BCG é excelente deve ter algum distúrbio mental. Pode até ser verdade. Como já dizia o Caetano Veloso, “de perto ninguém é normal.” Entretanto, se é um distúrbio mental ficar entre os 3% dos que acham o governo do Lula ruim e péssimo, eu já estou atirando pedra. E atiro pedra, dentro da minha loucura, naqueles que, como o Augusto, consideram o Lula o maior presidente da História deste país. Eu não sei em que ele se baseia para dizer tal asneira, só sustentada por petistas em campanha, e aqueles que ficaram, pois os que pensam, estão no PSOL, PSB ou PPS. Mas vejam o que o Augusto Souto disse no Blog do Ronaldo César (veja aqui):

"Sou professor da rede pública do Estado de Pernambuco há mais de 20 anos e venho aqui expressar sentimentos que acredito ser de toda nossa categoria profissional: Indignação, baixa estima, decepção, desânimo, insegurança no futuro e humilhação.

Tenho ouvido palestrantes afirmar que estamos vivendo a Era do Conhecimento e que o profissional que se destaca neste contexto, no caso, o Professor deveria ser mais Valorizado. Ora, se esta afirmação é verdadeira então acredito que o Governo de nosso Estado continua como os anteriores bastante desatualizado ou desinformado quanto a isso, pois aqui o profissional em Educação é o mais esquecido, humilhado constantemente aviltado em seus direitos, como vimos este ano através da Lei 154, que praticamente rasgou o nosso Plano de Cargos e Carreira, onde a partir dela uma merendeira que possivelmente ainda não é valorizada como merece, ganhará mais que um Professor com 20 anos de Carreira e com Mestrado, esta e a grande valorização e incentivo que temos no atual Governo quando nos propomos a nos capacitar e consequentemente melhorar a Educação do nosso Estado..

Queremos que fique bem claro que não pretendemos desmerecer as nossas companheiras merendeiras e sim demonstrar a quanto chegou à desvalorização e falta de incentivo aos professores em PERNAMBUCO.

Destes mais de 20 anos em que sirvo ao Estado exercendo esta profissão que alguns equivocadamente denominam de sacerdócio, só tenho ouvido promessas e nada de concreto foi realizado em nosso benefício; a falácia que a Educação será prioridade está caracterizada em todos os discursos nos períodos eleitorais independentemente do Partido político e quando assumem logo as promessas são esquecidas; neste Governo, por exemplo, são gastos milhões de reais em Propaganda para demonstrar a população que está se investindo em Educação, que os professores receberam notebooks, assinaturas de jornais e revistas (já canceladas) e esquecem de dizer que continuamos a receber o pior salário do Brasil. Portanto, não queremos “ESMOLAS” e sim salários dignos para que possamos escolher os notebooks, jornais e revistas que quisermos e não aqueles superfaturados para caixa de campanha e para calar a imprensa local. A Secretaria Prioriza a burocracia e relega o pedagógico, onde nossa caderneta mais parece um instrumento de tortura.

Você que lê este texto, faça uma visita a uma escola pública próxima de sua residência e converse com qualquer Professor e constatará que o que digo é a mais pura VERDADE.

Enquanto os nosso alunos vivem plenamente a era da informatização, os nossos Laboratórios de Informática sequer tem uma pessoa responsável por seu funcionamento e não são disponibilizados o mínimo de recursos para sua utilização (tinta para impressoras, atualização de softwares, papel, etc)

Diante disso, o que vemos é o êxodo de competentes profissionais de nosso Estado, migrando para Estados vizinhos e até mesmo abandonando a profissão para exercer outra função, simplesmente porque o seu salário não está sendo suficiente para sustentar sua família com dignidade. Infelizmente, hoje 15 de Outubro, nosso dia, em Pernambuco não temos nada a comemorar.

Augusto Souto - Professor e coordenador regional do SINTEPE”

E eu acredito no professor Augusto Souto (como não o conheço pessoalmente, não sei se é um homônimo, se for mil desculpas, professor). Mas, será que achar que isto ocorrendo no Estado onde o governador é o maior aliado do apedeuta-mor, considerá-lo o maior presidente do Brasil, não seria um sintoma mais bem visível de distúrbio mental do que achar o BCG de excelente? Caro professor, “o que dá prá rir, dá prá chorar, é só questão de só questão de peso e de medida, problema de hora e de lugar, mas isto são coisas da vida.” Você votou em Serra ou em quem o seu governador mandou?

Bem, até agora, não apareceu mais nenhum comentário, e está na hora de ouvir o resultado do boca de urna, se der o Serra parabéns aos que votaram nele, e parabéns ao Brasil, se der a Dilma parabéns para os que votaram nela e pêsames ao Brasil.


Lucinha Peixoto – lucinhapeixoto@citltda.com

Nenhum comentário: