sábado, 9 de outubro de 2010

A Declaração de Voto do Roberto Almeida




Eu não me emendo mesmo. Mas, como fazê-lo, se logo depois de recusar o epíteto de “petista”, o Roberto Almeida outra vez demonstra que o é, em uma Declaração de Voto, que tem mais contradições do que a nova Dilma quando comparada com a velha Dilma? Ora, Roberto, não é preciso dizer que eu sou católica, para que as pessoas descubram o que eu sou. Bastam ir à missa do domingo em Casa Forte, e verificar meu comportamento, ou ler o que escrevo e digo, e faço. Por exemplo, batizei o meu neto bem antes de querer me tornar política.

Eu já me desculpei com o Roberto por ter invadido a sua casa, o seu Blog, feito uma doidivanas para lhe dirigir xingamentos do mais baixo jaez, como dizer que ele parecia um petista. Eu entendi e sei que há algumas diferenças visíveis, entre ele e um petista clássico. Por exemplo, ele publicou meu pedido de desculpas, é um homem que defende o direito á informação, mesmo que seja contrário a ela. Um petista clássico jamais faria isto. Publica o pecador Altamir, sem pelo menos perguntar se ele está mancomunado com o grande capital ou com o capeta. Um petista clássico jamais faria isto. Escreve que Dilma mente sobre o aborto por causa do atraso infame do nosso povo. Um petista clássico jamais escreveria isto. Diz que ser a favor do aborto, é ser a favor da vida. Um petista moderno jamais diria isto, embora os clássicos, o que Dilma era antes do segundo turno, diriam. Era descrente mas agora crer em Deus. Um petista clássico jamais diria isto, os modernos agora dizem. E assim por diante...

Pelo que vi, o Roberto ainda continua enrustido, mas é PT legítimo tanto quanto eu sou PV legítima, e defendo o voto no Serra, por motivos pragmáticos e não anti-éticos. Além dele ter sido um governador mais ecológico do que a Dilma foi, como ministra, teremos mais chances de tirá-lo de lá em 2014, e colocar a mulher certa no poder, do que colocando uma agora, para sermos governados novamente, pela cambada do PT, a qual, dou toda razão ao Roberto em dizer que não pertence a ela. Mesmo se a Marina resolver, num acesso de loucura, ao ser atacada por algum inseto da floresta amazônica, dar apoio a Dilma, aí não tem outro jeito, tenho que lançar o projeto político de Lucinha 2014, pelo PV, ou sobreviventes que honrem nossa cor, o verde. Agora no máximo, aceito até o azul, passando para o vermelho, eu não aguentaria. Ainda em relação ao PV, quando fiz minha incursão aos Blogs de nossa região pela manhã, encontrei, no Blog do Jodeval, uma postagem que trata do programa deste partido, mostrando um artigo onde há uma declaração a favor do aborto. Ele é uma das pessoas, segundo Roberto, das que estão preocupadas com o retrocesso político que poderá acontecer com a eleição de Serra. Eu só pergunto: O Jodeval é contra ou a favor do aborto como a Dilma? O PT era a favor e agora é contra, afinal temos o segundo turno. “Figurati”, homem!

O que admiro também em Roberto é sua honestidade intelectual, além do seu texto enxuto, de jornalista experiente. Ele admite que todos os governos tiveram suas falhas e desvios de conduta, isto é ser jornalista, vai aos fatos. Mas, reclama do Serra porque ele telefonou para um juiz antes de uma votação. Vamos supor que isto tenha sido verdade e que o Serra tenha pedido para o Gilmar Mendes, pedir vistas no processo dos documentos para o voto. Eu votaria em Serra com menos consciência de culpa, pois não houve lambança maior na história deste país do que aquela feita por nossa suprema corte quanto a este caso. Os dois documentos haviam sido aprovados muito tempo atrás com a anuência do PT, e naqueles dias, o PT achou que poderia ficar ruim, pois poderia haver muitas ausências no processo de votação, e isto sendo eleitoralmente ruim para sua candidata, pede para que isto seja reconsiderado. Então nossa corte suprema, num acesso de “esqueçam o que aprendi”, satisfaz o partido, mandando nossos títulos de eleitor para a lata do lixo, enquanto os eleitores faziam filas nos cartórios eleitorais, para tirar segunda via. Infelizmente, quando o Zé Serra ligou, e eu mandei meus e-mails aos meritíssimos juízes, já era tarde. A lambança já estava feita. E aí, mais uma vez, viramos motivos de piada em Portugal:

- Manuel, tu sabes que, no Brasil, o único documento com que não se pode votar é o Título de Eleitor!?

No entanto, o que mais identifico o lulopetismo no Roberto, é a seguinte frase, como sempre bem escrita e reveladora: “Rejeito maniqueísmo, contudo estamos novamente como nos tempos do velho MDB contra a Arena: só tem duas opções. Uma é ficar do lado das forças progressistas, dos que estão ao lado do povo e querem avanço. Outra é apoiar os conservadores, sedentos de voltar para defender o status quo e mandarem a população pobre mais uma vez pra senzala.” Vejam bem, que ele apenas refaz uma frase do seu colega, jornalista de Olinda, que em comentário a um texto anterior se referia às pessoas que são, justamente, as massacradas e violentadas no dia a dia pela falta de justiça social plena no nosso País. Eu não conheço o Roberto há tão longo tempo quanto este seu comentarista amigo, mas, pelo seu comportamento recente, penso ser verdade que ele manteve a coerência, e se a mantiver, com a ideia que as frases nos passam, elas são uma profunda crítica ao governo Lula. Ora, qual é o status quo do governo Lula? Se o Serra quer mudá-lo é no mínimo “mudancista”, se a Dilma quer mantê-lo, e ela e o Lula dizem que este é o caso, então é no mínimo conservadora. Embora eu ache que progressista só a Marina, por incluir o problema ambiental no debate, Serra pelo menos tentará mudar algum coisa, evitando que Lula e Dilma continuem a manter o status quo lulopetista, fazendo, o que já está comprovado, dos programas sociais, uma senzala eleitoral, para as populações mais pobres. A única coisa, nestes 20 anos de Brasil que fez com que a população pobre tivesse a chance de comer e progredir, foi o Plano Real, que se ficarmos tentando procurar autores, nos remeteremos a Itamar Franco. As privatizações, apesar de alguns problemas, hoje deram ao povo o prazer de falar em telefones. Ou ele pensa que isto teria sido conseguido pela TELPE? O que achei de melhor no governo Lula foi ele manter este arcabouço feito em governos passados. O que abomino nele é esta tentativa de estelionato eleitoral do já conhecido “nuncantismo”. Ou seja, o Lula é o pai e a Dilma é a mãe de tudo de bom que foi realizado neste país, e quem é contra esta bobagem é conservador, enquanto os petistas são os progressistas.

E, correndo o risco, de usar outra vez o nome de D. Hélder Câmara em vão: “Engana-se quem pensa que o povo não pensa, o povo pensa.” E tanto pensa, que nos levou para o segundo turno, para mostrar que merecemos mais uma chance de livrarmo-nos da hegemonia do PT, e o que é melhor, do petismo enrustido, que é aquele professado por pessoas, que ao contrário da Heloísa Helena, e do Plínio Sampaio, e outros, que simplesmente romperam e mostram hoje, de outro ponto de vista, a farsa que foi o governo Lula, e que seria o governo Dilma.

E agora não adianta muito vir fabricar programas no qual prometem glória a Deus no céu e paz na terra aos homens de boa vontade, e defendem a vida até depois da morte, porque estes não acreditam mais, na ilusão de presidente popular que só anda de avião ou candidata popular que tem medo de pegar sarampo com os repórteres, e usava o “cercadinho”, agora abandonado, e o Lula deve alugar um Pau de Arara, para fazer o mesmo trajeto, de quando saiu da terra do Zezinho. Chega de desfaçatez.

Eu gostaria de votar em outra pessoa, mas como já disse, vou votar no Serra, que é o menos pior. Para aqueles que não o suportarem de jeito nenhum, eu aconselho a votar, necessáriamente, nesta ordem, no Branco, no Nulo e na Ausência. Se ainda assim quiserem votar em alguém, digitem o número 666, que é o número da Dilma.

Queria dizer ainda que o Blog da CIT é feito por várias pessoas, e cada postagem é assinada e representa opinião do “assinador”. Esta é minha. E foi aprovada com o voto contra do Sandoval Brito, que é nosso petista-mor e que anda cabisbaixo por o beato Humberto não ter sido o primeiro colocado para o Senado. Além disto, ela foi aprovada com a condição de que alguém que queira me desancar com as críticas, pode fazê-lo, desde que siga as normas éticas do Blog, por exemplo, não permitiremos que alguém faça propaganda da Cachaça 51 nem a apologia de dinheiro não contabilizado. Se for o Altamir que escreva, ele tem que moderar o linguajar (fui voto vencido). O resto pooode!!


Lucinha Peixotolucinhapeixoto@citltda.com
-------
(*)A foto foi obtida no Blog do Roberto Almeida. Ela é aqui usada para mostrar a beleza de criança que está perto dele, e para mostrar o seu amor de pai ou de avô, não sei. Mando um grande beijo para ela e um abraço para o Roberto, que espero que que continue o amigo de sempre, política à parte.

Lucinha.

Nenhum comentário: