domingo, 17 de outubro de 2010

O Sururu Religioso




O texto abaixo foi tirado do Blog do Josias de Souza, em minhas incursões matinais hoje pela internete. Achei tão engraçada a coisa que resolvi teclar um pouco sobre ela.

Ontem li o texto de Lucinha sobre As Cruzadas, e ri muito, pela pertinência do tema em relação à atual campanha. E fico imaginando ela, a Lucinha, hoje na igreja assistindo a sua missa, e se deparando com uma situação destas. Leiam o texto, que depois eu continuo.

“Terminou em sururu uma missa à qual compareceu José Serra. Deu-se no município de Canindé, no Ceará.
O padre rendia homenagens a São Francisco. Ao chegar, Serra como que roubou a cena do santo.
O candidato chegou acompanhado de um séquito que incluía do tucano Tasso Jereissati a repórteres, fotógrafos e cinegrafistas.
O lufalufa deixou incomodado o padre, cujo nome não foi divulgado. Ele se queixou do tumulto. Avisou:
“A prioridade aqui é a palavra de Deus. Se você está aqui com outra intenção, assim como você entrou, pode sair”.
Mais adiante, o padre abespinhou-se com os fieis. Alguns pareciam mais interessados em Serra do que na homilia:
“Vocês não vieram aqui para ver os políticos. Vocês vieram aqui para ver quem? São Francisco”.
Na altura da comunhão, o padre voltou a chiar: “Estão atrapalhando com filmagens. Não é assim que se faz política, não...”
“...Estão atrapalhando a celebração do começo ao fim. Lamentavelmente isso é uma profanação”.
Reza daqui, cantarola dali, reclama d’acolá o padre resolveu rodar a batina. Manuseava um panfleto contendo mensagem anti-Dilma Rousseff.
A peça dizia que Dilma é a favor do aborto e está ligada às Farc. Anotava mais: “Nunca na história desse país houve tanta corrupção”. E o padre:
“Estão acusando a candidata do PT de várias coisas, [...] em nome da Igreja. Não é verdade! Isso não é jeito de se fazer política!. A Igreja não está autorizando isso.”
Ouviram-se aplausos. Tasso Jereissati crispou-se: “O senhor não pode fazer isso, disse o cardeal do tucanato cearense, marchando na direção do altar.
Uma assessora e a mulher de Tasso, Renata Jereissati, fizeram as vezes de turma do deixa-disso.
O padre bateu em retirada. Divididos, os fiéis gritavam os nomes de Serra e de Dilma.
E quanto a Serra? Sentado estava, sentado permaneceu. Fazia cara de paisagem, como se diz. Tirou fotos com eleitores.
Na saída, Tasso praguejava o sacerdote: “O padre é petista. Tá ali com uma bandeira petista dentro da Igreja. São esses padres que têm causado problema na Igreja”.
Do lado de fora, novo rififi. Simpatizantes do tucanato e militantes do petismo intercambiaram insultos e roçavam bandeiras.
Serra teve atravessar metros de confusão para chegar à van que o levou a Fortaleza. Saiu sem dar entrevista.
Mais tarde, num encontro com políticos tucanos e aliados, apresentou-se como vítima de “profissionais da mentira”.
“Se não fosse a minha história, eu estaria abalado. Mas eu tenho uma mola. Quanto mais bate, mais eu cresço”.”

Seria cômico se não fosse trágico esta guerra religiosa na política. Não gostaria de dizer que, sobre esta matéria, os dois candidatos comem no mesmo coxo, para não ofender os pobres porcos que dormem em paz dentro de sua lama, porque gostam dela. Posso dizer apenas que os dois estão longe de pensar em Deus, religião, moral, Brasil e outras coisas que uma eleição séria poderia até envolver. Eles só pensam naquilo, o “poder”.

Dizem que meu conterrâneo, o Lula, quando viu que podia ser dele apeado, ficou louco. Duas garrafas de 51 desceram por sua goela abaixo e culpados foram buscados em todos os recantos. Finalmente, ele encontrou um culpado “genérico”, que não deu esse nome para não fazer propaganda do Serra: “As elites”. Deu-se então o seguinte diálogo no recôndito do seu lar:

- Galega, já sei porque a Dilma não venceu no primeiro turno!
- Por que foi, bem?!
- Foram as elites que mandaram neste país por 500 anos, que agora querem voltar.
- Mas, bem, eu pensava que agora nós pertencíamos a ela, pois já estamos mandando há 8 anos, e nossa cachorrinha já tem 3 refeições por dia, eu os vestidos que quero na hora que escolherei, e você abre uma 51 quando você bem quer.
- Oh mulher! Elite não é isso. Elite é o FHC que estudou demais. É o Serra que ficou careca. Elite sempre fica careca e não usa barba, sabia? Povo é outra coisa. Nós somos povo. Povo rico, tá certo. Mas, povo.
- E o que você vai fazer agora, bem?
- Agora não vou ser povo nem elite. Vou ser Deus, Jesus, Frei Damião, Padre Cícero e até a Madre Tereza, mas esta eu vou chamar a Dilma. Quero ver agora quem ter a coragem de votar contra ela! Ora, se estiver com Deus, ninguém pode ser contra mim, imagine eu sendo o próprio!

Penso que, estes sururus nas igrejas ocorrem depois que o meu conterrâneo colocou em prática o seu diálogo com a galega.

Eu tenho certeza que se algum padre falar para votar em Dilma numa missa em que a Lucinha esteja, vai ser o maior quebra pau. Até os santos vão correr. Se pedir para votar em Serra ela termina a comunhão e vai direto prá casa. Oh, Deus já estou esperando o telefonema dela aos gritos. Valei-me São Francisco e valei-me Nulo Coelho!


Zezinho de Caetésjad67@citltda.com
------
(*)Imagem da Internet. Arte do Jameson Pinheiro.

Um comentário:

Anônimo disse...

Roberto almeida vc como filho de capoeiras com uma secretaria competente veja a situacão do colegio municipal nem tem secretaria ana de feixada ne faculdadade ela naõ tem professores com ensino medio dando aula de quinta a oitavasem falar nas crianças de primeira a quata que as fillhas de ze catiriga da aula com en sino medio onde so deve atuar com normal medio ou pedagogia uma delas ta tirando uma liçença de geografia porque essas coisas acontece no tempo de Rita isso nem acontecia antes o colegio era referencia como a saude de caetes hoje e defazada so tem aluno em matricula va la a noite ve de perto a tarde so tem alunos porque os pobre nemtem condiçõas acorde vai ter denuncia la e de Odete que votou contra para mandar em quem votou em QUEM VOTOU EMQUEM VOTOU EM DUDU SECRETARIA MANDA HELENA COLEGIO tANIA ENGULINDO O POVO EU SOU MAE DE ALUNO OS EMPREGOS DE CAPOEIRAS NEM E POR COMPETENCIA E SIM PRA QUE HELENA IDICA VARIOS ICOMPETENTE.