quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Anonimato, Pseudonimato e a Retroescavadeira




Hoje li, como sempre faço todos os dias, as notícias que cabem no meu tempo e começo pelos Blogs de minha região. Primeiro o Blog da CIT, por obrigação, depois os outros de nossa terra, e os da região, nesta ordem, e com prazer. Nem sempre encontramos o que o gostaríamos de encontrar, em termos de notícias ou opiniões. Mas, é como dizem os cultos: “C’est la vie”.

Hoje, quando li o Blog da Prefeita, me surpreendi. Já havia lido muito sobre a questão da retroescavadeira, mas agora descobri que ela será o mote da campanha de 2012. E esta já começou pesada, envolvendo uma máquina que já vi em tantas postagens de blog que vou exigir do Jameson que a coloque para ilustrar este meu texto.

Virou uma novela global, daquelas que a Lucinha adora, e que, de quando em vez eu acompanho, para me informar um pouco sobre a baixaria televisiva. Tem uma especialmente que gostei, e que a vantagem de minha solteirice aparece, pois não há quem me condene por isso, foi a Araguaia. Um dia estava olhando aquelas paisagens lindas que a novela mostra, do nosso interior, e vi a Cléo Pires quase em pelo. Caros solteiros conterrâneos, em especial Zé Nunes, não comprem mais a Playboy, vejam a novela das 6:00.

Voltando à escavadeira, as questões são: De onde vem a retroescavadeira? Qual a história desta peça, que irá constar em nossos livros de História da eleição 2012? Foi uma doação ou uma conquista suada da nossa prefeita? São muitas as respostas para estas perguntas, que hoje, são apenas versões. Hoje até li um comentário engraçado que diz que não foi nem conquistada nem doada, mas sim encontrado no fundo do Açude da Nação, quando ele estourou. Ela estava perdida desde o governo do Gervásio Matos. Eu ri, mas meu pai dizia que não devemos ri de coisa séria. Ele estava errado.

A versão do Mister M é a de doação do governo Lula. Ele até lista numa postagem os municípios contemplados. Não sei se é a versão correta, porque o argumento usado no Blog da Prefeita para negá-la é muito fraco. Ela diz: “Se ela tivesse sido simplesmente doada, sem nenhum critério, todos os 185 municípios pernambucanos teriam sido contemplados, e não apenas 43, como VOCÊ mesmo noticiou em seu blog. Aliás, todos os 5565 municípios brasileiros teriam sido contemplados, o que põe no chão a sua teoria e, mais uma vez, a sua credibilidade e suposta imparcialidade.” Senhora Prefeita, o problema é que Lula poderia ter apenas 43 escavadeiras para doação e escolheu, graças a Deus, o município de Bom Conselho. Pelo número de votos que sua candidata teve na eleição de Bom Conselho, com o apoio tanto da Senhora como do Mister M, ele deveria ter doado duas. Alugaríamos uma a Garanhuns, que de acordo com alguns Blogs de lá, está precisando.

A prefeita diz que foi uma luta árdua e constante para conseguir a tal máquina, através do PAC 2, e isto só foi conseguido pela situação de adimplência do município, além de idas e vindas aos gabinetes de autoridades, e aquela burocracia infernal de quem já lidou com estas coisas. Assim o argumento da doação pura e simples também cai por terra. A prefeita fez por onde conseguir a retroescavadeira. E aí, o argumento de que várias cidades tenham sido contempladas, por parte de Mister M, também é fraco. Ou seja, o Lula poderia não ter doado, e só o fez por causa do sangue, suor e lágrimas (e possivelmente votos) vertidos pelos prefeitos destes 43 municípios.

Então quem será que está com a razão. Eu não sei, mas esta retroescavadeira, pelo jeito, ainda vai escavar muito, e talvez valha um reino.

Entretanto, eu não tenho tanto interesse na máquina quanto tenho no que a prefeita diz que vai fazer se o Mister M não parar de mentir. Ela vai revelar publicamente o segredo de suas mágicas. Eu como escrevo com pseudônimo, e se descobrirem o meu segredo eu estou frito, acharei uma crueldade se ela assim o fizer. Não é porque eu tenha medo de ir para cadeia, ou ser chicoteado em praça pública, eu já me preparei para isto. O meu medo é que eu tenha que revelar o meu nome, que é horrível, e serei motivo de riso para todos. Mas a culpa é dos meus pais, que me registraram com tal aberração identificativa. Pelo menos este é o segredo da minha mágica. Eu digo, Shazam!!! E me transformo no Diretor Presidente. Se ele for descoberta nem saberei mais escrever.

Ora, senhora prefeita, se, como a senhora diz que muita gente já conhece a mágica do Mister M, se ela ferir alguém, processe-o, justiça existe para isto. Eu digo isto de mim mesmo, se ferir alguém de morte, bem dolorida, hoje, qualquer menino com um computador na mão saberá de onde partiram minhas letras. Eu sempre digo a Lucinha que esta história de está falando mal do Coronel Zezé, e ás vezes eu também o faço é um perigo. Pois ele diria imediatamente: “A verdade, meu caro é que eu não tenho medo de VOCÊ, nem muito menos das suas críticas. Oh, menino dá um jeito aqui neste cabra safado.” E no outro dia eu, a Lucinha, a prefeita ou Mister M, poderíamos ser encontrados lá na Serra das Pias, igual a Cleo Pires em Araguaia. Se o coronel voltasse, eu só ficaria com meu pseudônimo se fosse para falar bem de sua administração, e o Mister M, não teria o seu Blog. Espero que o coronel não tenha voltado.

Só para terminar, tendo sido doada ou conquistada, tem uma pergunta que não quer calar: “Onde estará essa retroescavadeira?”


Diretor Presidentediretorpresidente@citltda.com

Nenhum comentário: