segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Os Votos do Tiririca






Leiam o que foi escrito, envolvendo o Francisco Everardo Oliveira Silva, o deputado federal mais votado do Brasil, nas últimas eleições, pela Bruna Carolina Carvalho no Portal Terra:

“O deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), pode ter a possibilidade de eleger o suplente de sua coligação, mesmo se for provada a falsidade documental de seu registro entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 28 de julho.

O promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes explica que, caso seja provada que não foi Tiririca quem escreveu a declaração entregue ao TSE, o registro de sua candidatura pode ser cancelado. Segundo Lopes, caberá à Justiça, entretanto, interpretar a gravidade do caso e dar a punição devida. Na mais grave, os 1,3 milhão de votos dados ao Tiririca seriam anulados e redistribuídos entre todos os outros candidatos. No entanto, outra medida pode ser tomada: os votos dele passariam para a sua coligação, o que está acordado no artigo 175 do Código Eleitoral.

O candidato da coligação PR, PRB, PT, PCdoB e PTdoB que tomará o lugar do recordista de votos na Câmara, caso o registro de Tiririca seja cancelado, é José Genoíno (PT), o mais bem colocado dentre os que não conquistaram uma vaga.

Mas e se Tiririca aprender a ler e escrever nesse meio tempo? "Nós temos essa discussão. Não tenho como provar se ele aprendeu a escrever há sete dias ou se ele já era alfabetizado. Se ele conseguir aprender, parabéns para ele. Se aquela declaração não foi escrita por ele, no entanto, eu continuo tendo a falsidade documental", responde o promotor.

Na última segunda-feira (4), a Justiça Eleitoral de São Paulo recebeu uma denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE) contra o recordista de votos na Câmara. Na ação, de autoria do promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes e aceita pelo juiz eleitoral Aloísio Sérgio Rezende Silveira, é apresentada uma prova técnica, do Instituto de Criminalística, apontando para uma diferença de grafias na declaração. A suspeita é que o texto tenha sido redigido por outra pessoa. A partir de anteontem, Tiririca tem dez dias para apresentar sua defesa.

O partido de Tiririca, o PR, garante que o palhaço é alfabetizado e diz que aguarda o posicionamento da Justiça.”

Muito se tem escrito sobre este caso e não sei se ele, até a hora que escrevo, já foi resolvido. Aqui mesmo neste Blog eu e outros já tocamos muitas vezes no nome do Tiririca. Uma vez até eu disse que fiquei alegre pela sua eleição, mesmo sabendo que foi uma gozação da população de São Paulo, talvez para mostrar sua descrença nos outros que eles anteriormente elegeram.

Sei que a acusação que fazem contra o Tiririca é de falsidade ideológica, ou seja, ele se passou por outro que realmente sabia escrever, e se apresentou como se fosse ele. Ele nega isto, e diz que sabe ler e escrever. Seguindo o meu conterrâneo Lula, para quem o cara deve ser julgado antes, para ele falar mal, com a exceção da Erenice, que ele achou óbvio os “mal feitos” e demitiu. Eu fico pensando, se fossem processar todos os políticos que dizem que sabem da coisas e as assinam, e que realmente não sabem, ou vice-versa, o que seria do nosso Congresso.

Mesmo o Lula que jurou defender e cumprir nossa Constituição, na campanha passada cometeu tantas barbaridade contra seu próprio julgamento. Mas fiquemos com o caso de Tiririca. Imaginem quem vai ser beneficiado se ele for considerado culpado: O José Genuíno, lembram dele. É aquele senhor que ressurgiu dos mortos pelo mensalão e voltou, num descuido do povo de São Paulo, que agora acordou e votou no Tiririca ao invés de votar nele. Este povo paulista realmente sabe votar. Votou em Tiririca e não no Genuíno e votou mais em Serra do que na Dilma (isto é assunto para depois).

Alguém, não me lembro quem, mandou aqui para a CIT um e-mail com a charge que segue. A prova que de intelectual não tenho nada é que adorava ficar cantorolando a música, que consagrou o palhaço Tiririca: “Florentina”. Coloco também a letra original, mas, confesso, prefiro a da charge, é mais verdadeira.








Zezinho de Caetésjad67@citltda.com

Nenhum comentário: