terça-feira, 12 de abril de 2011

As rosas não falam, mas, as câmeras falam...



Li um dia destes que agora vão colocar, além das câmeras comuns, nas cidades, para prevenir crimes, câmeras falantes. Estas, além de focalizar, e mostrar aos seus acionadores, os detalhes da cena, darão oportunidade a estes de avisar às possíveis vítimas, sobre o assédio de algum meliante, não atento, talvez evitando sua ação.

Eu cheguei a imaginar algumas cenas, que seriam cômicas se não fossem trágicas, geradas pela insegurança, apesar do Pacto pelo Vida do Conde Eduardo, reinantes em nossa cidade. No centro do Recife, na avenida Guararapes, ouve-se aquela voz tronituante:

- Atenção senhora vestida com uma blusa de listas verticais vermelhas e brancas, que parece ser torcedora do Náutico. Atrás da senhora vem um elemento suspeito de cobiçar sua bolsa, e está vestido com uma camisa vermelha e preta, parecendo ser torcedor do Sport.

Seria aquela correria danada porque o Sport havia ganho do Ypiranga no dia anterior e todos vestiam a camisa do Leão da Ilha. A senhora do Náutico, única na avenida, pois o Náutico havia perdido para o América, sabia perfeitamente que era com ela e rodou a bolsinha para todos os lados. Caíram mais de 20 suspeitos sob o peso de sua bolsa. Até notar que o suspeito não era culpado, a mulher virou uma criminosa.

Uma utilidade muito maior seria instalar estes equipamentos em todas as repartições públicas deste país. Quantos crimes do colarinho branco, azul, amarelo e verde seriam evitados.

- Caro Prefeito, não superfature esta obra, eu estou de olho!

- Caro deputado, a data em que o senhor vai para a Espanha com o nosso dinheiro público é a mesma em que haverá um jogo importantíssimo do campeonato europeu. Esta não é uma situação suspeita, quanto ao uso do meu dinheirinho?

- Atenção Conde Eduardo, não se vire agora, mas há atrás do senhor, há tantos “papagaios de piratas”, que se todos fizerem cocô ao mesmo tempo, o senhor morrerá afogado, e dentro de um mau cheiro horrível.

São todos casos sérios de crimes que poderiam ser evitados pelo uso das câmeras falantes. Neste último caso, de tentativa de homicídio culposo, o governador poderia se esconder debaixo da mesa, ou mesmo os “papagaios” refrearem suas intenções de evacuação.

Ninguém pode duvidar que este será um grande reforço no Pacto pela Vida, e que será um sucesso também quando usado em Bom Conselho. Mas, este é um assunto para depois, pois meu marido está me aporrinhando para ir ao Supermercado. Depois eu volto ao assunto.

Lucinha Peixoto

Um comentário:

Altamir Pinheiro disse...

DESCONFIE SEMPRE E OLHE EM TODAS AS DIREÇÕES SE HÁ ALVIRUBROS OU RUBRONEGROS RONDANDO A ÁREA. NA DÚVIDA, NÃO VACILE, INFORME A CÂMERA QUE ELA ABRE O BOCÃO!!! CUIDADO, A DESCONFIANÇA É A MÃE DA SEGURANÇA!!!