quarta-feira, 20 de abril de 2011

Cuba Lança Plano Econômico (*)


Uma notícia que me chama a atenção desde ontem é aquela referente às mudanças em Cuba. Nunca mais havia abordado o assunto, pois os meus interlocutores neste tema (o professor José Fernandes e Jodeval Duarte, que é fá número 1 do Emir Sader) não usam mais os blogs.

Resumindo tudo, o Fidel quer morrer em paz com sua consciência, como se isto fosse possível depois do que ele fez, por absoluta pirraça de poder, com o povo cubano. Aquela ilha se tornou algo fora do mundo contemporâneo, e seu povo vive isolado, esperando o dia em que os Estados Unidos retirem o embargo contra o país. E todos sabemos, que no dia em que isto acontecer, cai toda a camarilha do PCC, que até ontem contava oficialmente com seu líder maior, o Fidel. Eu até hoje não sei porque o Obama hesita. Talvez, seja pela pressão dos cubanos que vivem nos Estados Unidos, que não querem nunca mais pisar na ilha, e se o embargo acabar, terão que receber todos os parentes que lá vivem.

Parece que ele ainda consegue ler o que escrevem para ele, e sua tentativa é morrer o mais rápido possível, para não ser derrubado pelas Damas de Branco. Imaginem senhores, que um dos grandes avanços deste país, tão amado pelo meu conterrâneo Lula e pelos Dirceus da vida, irá permitir que os cubanos tenham sua casa própria. Dizem as más ou boas línguas que eles importaram o programa da Dilma, “Minha Casa, Minha Vida”, em sua versão socialista, isto é, o indivíduo não pode construir sua casa, mas pode vender a que tinha. É uma tentativa de criar um mercado imobiliário em Cuba. Aliás, eles querem criar todos os mercados, dentro do socialismo, mas não querem ser vistos como uma nova China, que não teve vergonha de ser feliz, implantando um capitalismo desbragado, dentro de uma ditadura política.

Eles estão chamando o plano de “atualização socialista”. Todos nós já sabemos que os marxistas só estavam errados porque trocaram os termos numa frase: “O socialismo é a evolução social do capitalismo”, diziam eles. A frase correta, hoje comprovadamente seria: “o capitalismo é a evolução social do socialismo”. Comprovou-se com todos os países não tão arrasados por uma ditadura de um homem só, como União Soviética, Europa Oriental, China e outros asiáticos, e agora, graças a Deus, Cuba. Imaginem senhores que agora, as famílias vão poder plantar para comer, e até vender as sobras. Para nós isto é ridículo, mas para os cubanos que sobreviviam dentro de um imenso Bolsa Família, isto já parece ser um grande avanço.

Mas os cubanos, no campo político já estão mais avançados do que nós. Agora os dirigentes do PCC só vão poder ficar 10 anos no poder. Todas lá sabem que isto foi uma manobra para manter os atuais dirigentes em seu cargos até morrer, mas já é um avanço em relação aos 50 anos que eles já passaram. Digo que eles estão mais avançados do que nós pois se a oposição brasileira não tomar um rumo, o PT passará uns 50 anos no poder, como aconteceu com PRI mexicano. E isto não é bom para o processo democrático. Mas se até Cuba está mudando....

Zezinho de Caetés

(*) Coloquei esta nota no título para que o professor não venha falar do cacófato que ele produz. Foi consciente, pois ele produz um som que tem tudo a ver com o fato, já que dizem por aí que “quem tem as primeiras sílabas deste país tem medo”, e o Fidel ainda tem um, e o quer tirá-lo da reta.

ZC

Nenhum comentário: