terça-feira, 7 de junho de 2011

Felipe Alapenha e o Blog da CIT



Eu posso começar este texto citando uma frase do Felipe Alapenha, em sua briga com o Cláudio André, o Poeta, sobre quem terá a primazia de colocar em seus blogs a programação correta do Forróbom. Naquele, texto, hoje já no Blog do Cláudio André com um outro título, onde, avisado pelo Zé Carlos ele trocou “parcialidade” por “imparcialidade”, o Felipe diz, dirigindo-se ao Cláudio: “O amigo divulgou uma informação que eu julguei irresponsável, pelo momento de indefinições da festa, e eu quis lhe advertir.”

Agora me volto para aquilo sobre o que desejo realmente escrever, que é a informação irresponsável que o Felipe colocou em artigo cujo título é: “O Blog da CIT”. Eu não sei, se na frase dele dirigida ao Cláudio, ele quis também chamá-lo de irresponsável, mas, o que eu quero dizer com a minha é que o Felipe agiu, ao publicar este artigo, como um. E considero assim, porque além de matar um pouco a admiração e respeito que eu tinha por ele, o texto teve o intuito de espalhar a cizânia entre amigos de tanto tempo, como somos os que fazem o Blog da CIT e A Gazeta Digital, mais especificamente o Zé Carlos.

Eu confesso, depois de demoradas e pachorrentas reuniões, inclusive com o Zé Carlos: Ele quase que conseguia seu intento. Todos aqui na CIT, uns com mais furor outros com menos, acharam que foi um ato de baixaria do Felipe, que ao tentar elogiar ou prejudicar o Zé Carlos, terminou colocando todos contra ele, caso as afirmações feitas pelo Felipe, tivessem o dedo ou a mão do administrador da AGD.

Isto é evidente pela forma como foi escrito o artigo, onde o autor não deixa margem a dúvida de que é o Zé Carlos que comanda nossas vidas, dando mesmo a impressão de que fora o próprio Zé Carlos que espalhara a notícia. Se isto tivesse acontecido ou, ou versão tivesse se transformado em fato, isto seria o fim de um boa amizade que todos nós aqui da CIT temos com o Zé Carlos. O clima de desconfiança gerado por isto, só pode ser comparado ao clima de desconfiança que ronda o Palácio do Planalto, com o caso Palocci. E vejam bem, ao invés de estar aqui informando os nossos leitores sobre esta grave crise nacional, tenho que ficar discutindo esta “crisinha” local, gerada pela irresponsabilidade do Felipe Alapenha.

Ainda bem que a nossa amizade, forjada de maneira forte desde crises maiores e debates mais importantes, foi sólida o bastante para continuarmos firmes em nossas metas e objetivos. É uma pena que este teste venha a partir de um ato, que só posso pensar, de natureza política, pois conheço o Felipe pessoalmente, embora ele nem saiba disso, e pensava não ser ele capaz de escrever inverdades com tanto desprendimento.

O grande problema de usar pseudônimos é que não podemos nos apresentar, ao vivo e a cores para debatermos pessoalmente. E o Cláudio André, ao invés de já está cuidando do segundo encontro de blogueiros, inventa agora um ridículo concurso de lambada. No último Encontro, o Felipe não deu as caras. Talvez porque se ache extremamente importante para discutir com os pobres blogueiros mortais.

Embora eu tenha ido, não passei da porta. O número de pessoas não era suficiente para manter o meu pseudônimo em paz, e cumprir minha missão de informar e beneficiar a população de Bom Conselho, como faço até hoje, na base de “faz com a mão direita e que a esquerda não veja”. Eu lá, esperava até a prefeita Judith Alapenha, pois ela já teve um Blog, que eu sempre achei muito interessante. Se eu quisesse ser irresponsável, primeiro do que o Felipe foi, eu escreveria um texto, como ele fez, baseado em simples boatos, de que era ele quem escrevia o blog de sua mãe. Mas, isto para mim pouco importa. Isto é um problema de Judith e Felipe. E portanto, deixo aqui o benefício da dúvida, ao contrário do que fez o Felipe em seu artigo.

Na verdade, o blog da CIT surgiu de uma idéia criativa de um dos nossos grandes bon-conselhenses (sic), o Zé Carlos, que ilustra a nossa postagem. É uma idéia criativa, de reunir vários perfis em um mesmo espaço na web. O melhor de tudo isso é que o blog trata dos acontecimentos da nossa terra, de Bom Conselho, de uma maneira bem humorada e criativa.” É assim que o Felipe começa seu artigo. Da mesma forma que ele questiona o Cláudio André, eu pergunto: Quem informou isto a ele? Talvez ele venha dizer que foi um boato que ouviu ou que ouviu de alguém. Se foi boato, ele é o mesmo Cláudio André que ele tentou criticar. Se ele disser que foi alguém, eu não vou precisar nem saber o nome, para dizer apenas que, quem disse isso é apenas um borra-botas habituado a levar “tacadas” dos coronéis da cidade e que vive à sua sombra, e por isso, não podendo partir para a agressão física, ficam possessos e começam a inventar besteiras sobre anônimos, pseudônimos e heterônimos, pelo simples motivo de não terem argumentos para defenderem as ideias tortas que vivem tentando incutir na mente dos bom-conselhenses.

O que espero mesmo é que a mãe do Felipe, a quem admiro e aprovo seu governo pela seriedade com que trata o dinheiro público, embora nem sempre concorde com suas prioridades, não tenha sido ouvida pelo filho para escrever as bobagens que escreveu. Custa-me crer que ela tenha feito do seu filho seu porta-voz oficial, depois de tanta lambança que ele cometeu quando escreveu sobre sua possível candidatura em 2012.

Entretanto, ela tem todo o direito de fazer o que lhe aprouver, desde que exija um pouco de seriedade aos seus porta-vozes. No episódio de sua renúncia “Porcina”, aquela que houve sem nunca ter havido, segundo todos os noticiários da época houve um grande envolvimento, para o bem ou para o mal de sua família. Com um porta-voz como o Felipe, tenho certeza, novas crises virão. É uma pena.

O Felipe diz em seu artigo que eu sou o perfil do Zé Carlos que trata de “política regional e nacional”, mas eu gosto de tratar também de política local, embora nem sempre publique o que discuto. Quem sabe o farei a partir de agora? Mas, mesmo não sendo só uma criação do Zé Carlos, minha alegria foi ele dizer que não fora ele a fonte do Felipe Alapenha. Graças a Deus! Nossos convênios com a AGD continuarão para o bem de Bom Conselho, agora, até mais precavidos contra falsos amigos.

Diretor Presidente

3 comentários:

Altamir Pinheiro disse...

E NÃO SE FALA MAIS NISSO!!!

capherculano disse...

Gostei muito desta postagem, realmente o "dotozinho" está subestimando as cabeças pensantes da terrinha, não sei de onde vem tanta impáfia numa criatura que estuda para salvar vidas, não que isso represente qualquer coisa, mas médico tem que ser antes de tudo diplomatico, para saber atuar nas situações mais adversas...porém o "dotozinho" se mostra irredutível na sua verdade! Seu "modus operandis" é ameaçar os anôminos, agora ele vai hackear os servidores bomconselhensse para descobrir quem se esconde em pseudônimos e talvez...o que...mandar prender? Acredito que ele esteja assistindo a novela do SBT e sugestionado por esta queira implantar novamente na terrinha a ditadura, mas agora FILIPAR!!!!

Diretor Presidente disse...

Caro Altamir,

Eu gostaria de não falar mais nisso, mas estou sempre pronto para falar quando for necessário. Calar a voz de algumas pessoas por que são pseudônimos, heterônimos ou mesmo anônimos, quando tentam fazer o bem é coisa do nazi/fasci/coronelismo. Todos gostariam que o voto fosse de bico de pena para controlar, no cabresto e nos currais.

Agora, depois de ler o capherculano, que Lucinha logo identificou como o Capitão Herculano, ficamos com medo. Será que vão nos prender mesmo? Vão precisar de um camburão inteiro aqui para a CIT Ltda.

Obrigado pelos comentários

Diretor Presidente