segunda-feira, 6 de junho de 2011

Ôxe, mainha!?



Primeiro quero agradecer ao Felipe Alapenha pelos elogios feitos ao Blog da CIT, mesmo dentro das premissas erradas de que o Zé Carlos é nós e nós somos ele. Tudo que ele diz lá é verdade, se tirarmos esta premissa. Eu penso que o Felipe, meu menino, ouviu o galo cantar mas não sabe se foi atrás de casa ou de frente de casa. Ele, igual ao Poeta, agora ouve vozes, boatos e expectativas do povo.

Agora vou para o artigo do Zé Carlos que trata das “tacadas recíprocas” entre estes dois blogueiros. Não estava nos meus planos, mas tive que ler toda a discussão e entrar até na programação do Forróbom. O ponto mais lúcido do artigo do Zé Carlos é quando ele diz que não vai mais esperar programação nenhuma, porque já perdeu as esperanças de que a Mamãe Juju, a mainha do Felipe, chegue a uma decisão oficial, sobre ela. O Zé Carlos, que diz ser um “político aristotélico” e eu digo que ele não político de jeito nenhum, pois se fosse saberia que no mundo político, não é preciso nem morrer fisicamente para que haja incerteza. Basta morrer politicamente, pela renúncia por exemplo. E parece que o Felipe, meu menino, quer enterrar sua mainha, com aquela história de que ela se informa através do Blog do Poeta.

Meu Deus, se isto for verdade, breve em Bom Conselho teremos um asilo para animais assediados sexualmente, pois é a única coisa que o Poeta apresenta para justificar seus acessos, que já são maiores do que o do Blog Chumbo Grosso de Garanhuns, com muito mais tempo de estrada. Para atingir esta marca de leitores seria necessário que todas as jumentinhas, cabritinhas e patinhas estivessem conectadas, e o acessassem em agradecimento. O Poeta é o novo São Francisco do Brasil. Não, eu não acredito nisto. Tenho certeza que a mainha já colocou o Felipe, meu menino, de castigo.

O artigo do Poeta e a resposta do Felipe eu nem comento. Um diz não fui eu e outro diz não foi ninguém. Chega realmente a um ponto em que não se entende mais nada. O Poeta não diz nada e o Felipe, meu menino, desmente. Até que chega ao ponto notado pelo Zé Carlos, que não é político, mas, também não é besta, em que o Felipe, meu menino, se veste com toda força de um autoridade da prefeitura para contraditar o Poeta, além de adverti-lo publicamente. E mainha onde fica? Qual a opinião dela sobre o Poeta? Já será o Felipe, meu menino, o porta-voz oficial da mainha?

Vi o recado que o Poeta deixou ontem no Mural da AGD. Imaginem senhores o que fez o Poeta. Sonegou, sonegou e sonegou suas fontes e as entrega ao Felipe, meu menino. Será que o meu menino vai publicá-las ou irá pedir a mainha que as puna, pois foram elas que foram avexadas em relação à programação do Forróbom? Caro Poeta, como jornalista você continua sendo um ótimo poeta. É uma pena que você trabalhe fazendo sexo bizarro, como você mesmo diz. Se Bom Conselho entendeu o que você fez, você não terá mais nenhuma fonte confiável, principalmente na prefeitura. Por mais que o Felipe, meu menino, seja seu amigo, ele não merece saber das fontes desta forma, por alguém que se diz jornalista. Você tem que dar satisfação a seu público leitor e não a Felipe, meu menino. Que coisa mais feia Poeta!

Finalmente, chegamos ao “descalabro literário” do Felipe em seu Blog, escrevendo sobre nosso Blog da CIT. Por que literário? Pelo mesmo motivo que eu já falei antes. O Felipe é um escritor nato. Pensava ser ele também um melhor político, mas com esta postagem tentando me tirar das lutas políticas afirmando que eu não existo ou que sou outra pessoa, fico apenas com o bom escritor. O que não é pouco. Sempre afirmei que a única pessoa que vi escrever tão bem quanto ele foi a prefeita Judith no seu antigo Blog. Agora, ele me dá a chance de perguntar: “Qual a participação do Felipe no blog anterior e qual a participação da prefeita no Blog do Felipe Alapenha?”. Se ambos disserem que isto não tem importância nenhuma, seria o primeiro caso que conheço do mistério da santíssima dualidade, que eu tanto estudei no catecismo com nome da Santíssima Trindade. Agora, chegar a dizer que o Blog da CIT é o mistério da santíssima unidade, é demais para mim, e penso, para os nossos colegas que dão um duro danado para manter nosso público informado.

Eu juro que tive uma satisfação danada quando o Felipe, meu menino, me publicou no seu Blog, que eu elogiei (embora não tenha gostado de vir depois do Sr. Ccsta, ou do último texto que ele escreveu e repetiu na Academia Pedro de Lara com outro nome, que tem viajado muito e não faz nem mais poesias para mim, depois que revelei minha verdadeira identidade para ele) logo no início. Agora, pelos seus afazeres, exercendo os misteres de sua segunda ou terceira vocação, a medicina, as notícias geradas por ele só perdem, como sendo de segunda mão, para a AGD, cujos correspondentes parecem ter sido todos cooptados pela imprensa local. Então como não tem notícias novas, nem mesmo sobre a programação do Forróbom, ele investe em me derrubar politicamente, me chamando de pseudônimo, ou de heterônimo do Zé Carlos.

Eu lhe digo, Felipe, meu menino, que eu só não me zangaria se você dissesse que sou um dos heterônimos do Fernando Pessoa. Eu adoraria ser o Álvaro de Campos. Mas, do Zé Carlos, tenha santa paciência, fiquei zangada. Como poderia eu ser pseudônimo ou heterônimo de alguém se já fui uma das mais importantes cronistas da A GAZETA, do amigo Luis Clério, que todos sabem só publica artigos de pessoas com apresentação do DNA, CPF e RG? Ultimamente, não tenho sido lá muito publicada porque o Jodeval está indo às reuniões de pauta do jornal. Quando ele não vai, eu sempre emplaco um modesto texto. Todos sabem que é por questões políticas e não por questões de identidade ou que tais, que eles não publicam meus escritos em todos os números.

O que quero mesmo agora é resolver meus problemas particulares e ir pessoalmente a Bom Conselho falar com a Mamãe Juju, lá no palácio do coronel. Espero encontrar o Felipe, meu menino, já como uma autoridade da prefeitura, além de filho. Além dos problemas particulares tenho os problemas políticos pois, com todos já sabem saí do PV (e não foi foi porque o Zé Arnaldo entrou, como andam insinuando) pelas marinadas da vida. E lá chegando, espero até que o engano do Felipe, meu menino, já tenha sido reconhecido e podemos até fazer uma boa composição ainda para 2012. Isto é, se até lá a Mamãe Juju já tiver decidido qual a programação do Forróbom.

Quando eu vou dar o almoço do meu neto, que anda com um fastio danado, o bichinho, há um programa que gosto, e o encontrei porque vejo um programa de receitas antes dele, que é um da Cinderela, que tem um bordão que me lembrei quando li o Felipe, meu menino, e até o coloquei no título deste texto, porque ele chama a prefeita de mainha. Em minha época este termo não era muito usado, mas, hoje é comum. Eu fiquei pensando que, quando a prefeita leu o artigo do Felipe, meu menino, e ralhou com ele, por chamá-la de desinformada, ele virou prá ela e disse:

- Ôxe, mainha!?

O que espero, que ele agora sabendo quem são as fontes do Poeta, as divulgue. Se não o fizer vai dar a impressão de que quem faz realmente a programação do Forróbom, não é mainha, mas o Poeta, através destas fontes.

Só para terminar, e para manter minha fama de prolixa, eu pergunto, como em pleno século XXI alguém vai fazer um concurso de lambada? Eu dancei lambada quando era mais jovem e poderia ir até apreciar, e relembrar do século passado. Mas, com o coordenador declarando que é adepto do sexo bizarro, já tenho medo até de ir a Bom Conselho e levar umas “lambadas” como o vereador. Vai que ele me confunda com um coveiro!?

Lucinha Peixoto

2 comentários:

Altamir Pinheiro disse...

MISTÉRIOS DA MEIA-NOITE, QUE VOAM LONGE… E UMA MENINA( SERÁ A LUCINHA?!?!?!) TÃO DESGARRADA…

masida disse...

Eita Lucinha, tu é valente né?
Destemida, sem papas na língua...quando eu crescer quero ser igualzinha a tu!!!!
A briga por aqui tá feia o "senhozinho dotôzinho" a enfrentar quem ouse desafiar sua mami...ele vai pelo mesmo caminho do papi dele, que sempre foi um ignorante, até quando exerce a profissão, mas com uma grande diferença, deslumbrado com o poder!!! E eu nem votei nele, oia!!! Mas ele se empoderou, fazer o que né?
Sim, voltando a guerra do São João, coitadinho do santinho, a coisa tá pegando fogo, acenderam as fogueiras antecipadamente e parece que vai queimar até o dia 19, quando a festa finalmente começar e olhe que lenha tem viu...
O blog do Poeta no momento é a única oposição válida que existe atualmente em BC, tudo bem que as vezes ele gosta de uma zoofiliazinha e de cropofazia (nem sei se é o termo correto, mas é mais bonito), mas faz oposição e está incomodando é bem capaz de mandarem dar uma piza nele também...porém os desmandos na terrinha estão demais, cada um que grite mais alto e a gente no meio achando bom, afinal bom é quem tem o poder e o poder está no palácio do Coronel e lá na porta está cérberus (seu menino) pronto para defender sua mami com o sangue e com a vida e são três cabeças viu...
Uma boa semana para você e continue na luta que tá bonita!!!