domingo, 12 de junho de 2011

Porque o Forróbom vai ser ruim e ninguém tem culpa...



Hoje vi na A Gazeta Digital (Deu nos Blogs), algo chamado de “Toda verdade sobre a Forróbom 2011”. Eu não comentaria se o texto não estivesse no Blog do Felipe Alapenha e tenha sido dito que foi ele que escreveu.

Uma vez o Cláudio André publicou um texto perguntando cadê a força política de Bom Conselho? Eu comentei este texto fazendo um pastoril do Zezinho aqui.

eu colocava o seguinte:

“Por que não se juntam a prefeita Judith Alapenha e pressionam o Governo do Estado para voltar com Corpo de Bombeiros?

A pergunta poderia ser feita ao contrário, por que a Judith Alapenha não convoca os ex-prefeitos, ex-vereadores, ex-padres, excomungados, todos enfim para pressionar o Eduardo a tomar providências a respeito do Corpo de Bombeiros? Tanto à primeira pergunta com à segundo a resposta seria: Porque seria inútil. As mangueiras de Eduardo estão todas voltadas para apagar o fogo em cidade maiores onde o PSB, ao ganhar em 2012, mostre visibilidade em sua campanha para presidente.”

Sendo a pergunta do Cláudio André e a resposta, minha. Quando terminei de lê o texto do Felipe Alapenha que pode ser visto aqui, eu me pergunto se eu já estou recebendo o Zé Pilintra da AGD, que segundo o Cláudio André é um entidade de candomblé e pode prever as coisas.

Ora, basta trocar o Corpo de Bombeiros pelo Forróbom, para o que escrevi ter o mesmo sentido. Isto é hoje comprovado pelo texto do Felipe, o menino de Lucinha. Vejam este trecho:

“Dia 28 de maio foi o divisor de águas para o São João deste ano. A resposta do Governo veio, e ela foi um balde de água fria na cabeça de muita gente. Pensando na possibilidade de novas tragédias com as chuvas do inverno deste ano, o Governador optou por cortar os recursos para os pólos juninos este ano, sendo patrocinadas somente as cidades de Caruaru, Arcoverde e Gravatá, devido a importância destas cidades para o trade turístico do estado, e estas seriam apoiadas pela Empetur. Todos os outros pólos foram cortados da relação, sem exceção, e a partir daí foi um Deus nos acuda.”

Estas são apenas algumas das cidades das que falei acima. É o governador pavimentando seu caminho para 2014. Não vi ainda o Cláudio André perguntar outra vez, cadê a força política de Bom Conselho. E agora sei, depois de ler a verdade sobre esta festa de Bom Conselho, é que não vai perguntar mesmo. Pois já sabe que é nenhuma. O Felipe Alapenha é um bom escritor, mas como já disse antes, quando critiquei sua atitude em tentar gerar uma crise aqui na CIT, sua capacidade como político deixa mais a desejar ainda. Tudo isto é dito, devo devo declarar, fazendo a suposição de que é ele e não a prefeita que escreveu o texto. E mais uma vez ele deixa sua mãe em maus lençóis, mais ainda do que a chamar de mal informada.

Ele diz que tanto a Empetur quanto a Fundarpe conclama que Bom Conselho é um pólo do São João de Pernambuco. O que se segue no texto é apenas uma justificativa mal alinhavada da falta de força política de Bom Conselho, ou pelo menos da prefeita Judith Alapenha. Ora, se o governador é um aliado político da prefeita, e tem a liberdade de movimentar recursos a seu bel prazer para outras cidades, imagine se ele fosse adversário. Isto é um exemplo do que se passa em Pernambuco. É o governador e ponto final. E se todos dependem das festas, ficam sendo escravos do governador. Enquanto a saúde, educação, segurança e outros estão indo para o brejo.

Ainda bem que este texto não é oficial. O que espero da prefeita é uma explicação sobre de quem é a culpa por que o Forróbom não foi a festa esperada. Se não foi dela, então foi de quem? Do Governador? Tudo é muito confuso quando vimos o Felipe chamar o Cláudio André de irresponsável por ter divulgado uma programação não oficial. O que todos achamos, no mínimo, engraçado.

No mais o texto parece um mantra de por que o Forróbom vai ser uma porcaria este ano e por que a prefeita não tem culpa disto. Vejam esta:

“Agradar a todo mundo não é fácil, e tem muita gente que criticou, e com razão, depois que a programação foi lançada. Ao menos agora vocês estão vendo as dificuldades enfrentadas por quem está do outro lado. Por tudo que foi feito, eu posso afirmar que a Secretária de Cultura, Bia Ferro, juntamente com a Prefeita Judith e o produtor da festa, Eduardo Helânio, fizeram não só o possível, mas até o impossível para que o São João de Bom Conselho fosse realizado mais uma vez, e com a qualidade que nós estamos vendo.”

Ou seja, a equipe da prefeita virou Santo Expedito, o santo das causas impossíveis, e assim mesmo, vai fazer uma festa pior do que a do ano passado. Isto não é questão de não poder agradar a todos. Para mim, foi agora está tudo explicado. Foi a maior lambança administrativa jamais feita. Agora eu sei porque alguns disseram que a programação só sairia em julho. E porque o Felipe tanto xingou o poeta, e este xingou o Zé Pilintra pela antecipação da programação. Pois é difícil crer que exista uma até hoje. Eu farei tudo para ir à festa, só para constatar que esta programação anunciada vai ser modificada até o último dia.

Termino com as palavras de Felipe Alapenha:

“No dia de ontem, era visível a sensação de dever cumprido por todos aqueles que trabalharam na idealização desta festa. Agora, só nos resta forrozar muito, até gastar a sola do sapato, e fazer mais uma vez uma festa inesquecível.”

Eu não sei qual foi o dever cumprido, mas, que esta festa já é inesquecível, pelo menos até 2012, isto é.

Diretor Presidente

Um comentário:

capherculano disse...

Acredito que algo que não exista neste governo é dever cumprido...existe sim muitos falastrões e uma quantidade imensurável de puxa-sacos. Não há saúde para todos, não há educção para todos, não há segurança para todos, não tem NADA para todos, não sei por que haveras de ser um governo para todos!!!
Existe sim muita cara de pau e não é de eucalipto não, pois cortaram tudo!!!