sábado, 2 de julho de 2011

Gays



Venho escrevendo sobre este tema há algum tempo. Meu objetivo no mundo é o preconceito zero. Não só em relação a gays mas, em relação a minorias sem poder ou maiorias sem direção. Já o fiz sobre diversos ângulos, tentando mostrar que, quando não podemos julgar com precisão o comportamento humano, devemos sempre ter o cuidado de entendê-lo antes de sairmos jogando “pérolas” aos porcos.

Esta semana vi este tema tratado sob um primas que só surge em mentes privilegiadas como a do Luiz Fernando Veríssimo, em texto publicado no Blog do Noblat com o título acima. Leiam e eu lhes espero lá embaixo, com a alma mais leve e mais solta.

O mais notável nessa campanha por casamentos homossexuais não é o avanço dos movimentos gays e o ocaso de barreiras e preconceitos antigos, mas o prestígio do casamento. Com tantos casais heterossexuais dispensando o ritual matrimonial para viverem juntos, a insistência dos gays em se casarem como seus pais deveria aquecer o coração dos mais radicais dos bispos.

Eu sei que em muitos casos a oficialização do conúbio, se esta é a palavra, tem mais a ver com questões legais do que com romance, mas o que a maioria quer é o ritual. Quer as juras públicas de amor eterno e todo o simbolismo da cerimônia tradicional, mesmo sem véus e grinaldas.

Era de se esperar que quem escolheu um relacionamento sexual, digamos, anticonvencional, muitas vezes tendo que enfrentar a incompreensão ou a ira dos conservadores, quisesse distância do que é, afinal, o mais "careta" dos ritos sociais. Mas não. Querem o tradicional.

Este fenômeno deve ter a ver com outro de difícil compreensão. Ouvi dizer que as formaturas nas universidades brasileiras voltaram a ser paramentadas, com becas e tudo, não por insistência de pais tradicionalistas, mas dos próprios formandos, que, em vez da informalidade que se esperava deles num mundo cada vez mais prático e sem tempo para velhos costumes ou costumes de velhos, exigiram todas as formalidades.

No fim as pessoas querem significado. Querem que o valor do que fazem seja enaltecido pela cerimônia, qualquer cerimônia.

Mesmo careta.

Seja como for, aposto que daqui a alguns anos, quando se puder fazer a estatística, menos gays dos que estão se casando agora terão se separado do que casais heteros. Se a instituição do casamento sobreviver aos tempos e aos modos, será em boa parte graças a eles e a elas.”

Bem, diante de tantos modernismos e de tanto desprezo pela coisas tradicionais, pelo menos os gays estão voltando no tempo. Ainda é difícil dizer quando nossa Santa Madre Igreja reconhecerá que o casamento se dá entre duas almas e que alma não tem sexo, pelo menos que eu saiba. Que a ideia bíblica do crescei e multiplicai-vos não pode ser aplicado com a mesma ênfase na Amazônia e na China.

Quem sabe em breve as festas de casamento gay não sejam realizadas com toda pompa e circunstância dentro das próprias igrejas, e que não seja necessário nem em pensamento qualquer legislação que puna a homofobia, pelo simples motivo de que ela sucumbirá aos costumes modernos?

Sei que para isto será preciso mudar corações, mentes e práticas sociais para que nelas não persistam nem de longe os preconceitos que hoje nos parecem tão poderosos. Num blog de Garanhuns, um senhor , agora conhecido como o “Bolsonaro do Agreste”, defende uma atriz em seu declínio artístico, quando esta diz que demitiria alguém por ser homossexual. Para aqueles que lidam com pessoas homossexuais, e que os tem como amigos, ou mesmo inimigos como qualquer outro, que sabem de sua capacidade em todos os aspectos, fica sempre a pergunta: Por que?

O “Bolsonaro do Agreste” não acha justo manter uma lésbica dentrro de sua casa, quando o empregador tem duas meninas adolescentes, sob os cuidados da lésbica, concordando com a atriz. O que eu pergunto é quem sabe se a atriz é lésbica ou não? Ou se o Bolsonaro é gay ou não? Pelo mesmo motivo o Bolsonaro, agrada seus eleitores e simpatizantes, sendo eleito todos os anos por defender tais bobagens. Ou seja, em sendo gay ou lésbica o indivíduo é já um pevertido ou sua condição é antinatural.

Para mim ser pervertido é pensar como o Bolsonaro. Tenho certeza de que se ele tivesse um filho homossexual e não o tenha asfixiado quando nasceu, porque não sabia, ele o manteria no armário, algemado, infeliz junto com sua hipocrisia.

O que defendo é o desprezo por estas pessoas ou por pessoas que como eles pensam. É melhor do que qualquer legislação mal feita, que os puna dentro dos padrões da justiça brasileira.

Quando encontro um texto como o citado acima vindo de uma mente brilhante, ainda penso que temos chance de superarmos os preconceitos. Mas, dentro em breve, terei que ler em seu novo habitat natural, que é o de comentarista de blogs, o “Bolsonaro do Agreste”. Ninguém merece!

Lucinha Peixoto

4 comentários:

Altamir Pinheiro disse...

SOU TOTALMENTE A FAVOR DO CASAMENTO GAY. DESDE QUE SEJA REALIZADO LÁ PRAS BANDAS DA ARGENTINA. TUDO QUE CONTRIBUIR PARA ELES NÃO SE REPRODUZIREM, O FUTEBOL BRASILEIRO AGRADECE. AFINAL DE CONTAS, OS SENHORES GAMETA, ZIGOTO, ÓVULO E ESPERMATOZÓIDE SÓ SE DÃO BEM ENTRE OS HÉTEROS...

Blog Chumbo Grosso disse...

APROVEITANDO O EXCELENTE TEMA LEVANTADO PELA INTELECTUAL LUCINHA PEIXOTO, LEMBRO-ME DO MEU PAI QUE COSTUMAVA DIZER QUE NOS DIAS DE HOJE, “O MUNDO SAIU DO EIXO E NÃO VORTA MAIS”. NÃO É À TOA QUE OS CANTÕES NO MUNDO INTEIRO ESTÃO POLUÍDOS DE GAYS E ANDRÓGINOS. PESSOAS ANDRÓGINAS SÃO ÀQUELAS QUE POSSUEM CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E COMPORTAMENTAIS TANTO FEMININAS COMO MASCULINAS, O QUE AS TORNA PESSOAS HÍBRIDAS, OU SEJA, DE SEXO MISTURADO(CORTA DOS DOIS LADOS). INDIVÍDUOS COM ESSE PERFIL NÃO SÃO NECESSARIAMENTE HOMOSSEXUAIS, MAS SENTEM-SE LIVRES PARA, POR EXEMPLO, USAR ROUPAS, OBJETOS E CORTES DE CABELO PRÓPRIOS DO OUTRO SEXO. OU SEJA, ESSAS PESSOAS SÃO TOTALMENTE FLEX(USAM ÁLCOOL OU GASOLINA SEM FUNDIR O MOTOR). DAÍ, FICA MINHA ETERNA DÚVIDA SOBRE UM GAY ANDRÓGINO: NA VERDADE, ELE É PUTA OU VIADO?!?!?!

Lucinha Peixoto disse...

Caro Guerrilheiro,

Quanto a ideia de casamento gay só na Argentina, não seria bom, pois com o nível intelectual e nível de renda desta classe que está se impondo, eles adotariam muitos brasileiros que seriam muito mais felizes e quem sabem seriam melhores do que o Maradona.

Quanto ao comentário do seu pai, eu diria a ele que o mundo não saiu do eixo, pelo contrário, está entrando, e quanto ao seu comentário sobre os andróginos, eles poderiam ser uma coisa ou outra, tal qual o foi Che Guevara, que nunca teve medo de nada, nem de mostrar suas virtudes gays. E quanto a isto, caro Guerrilheiro, eu não tenho nada contra ele. Pelo contrário, independente de seus dotes homoafetivos, ele era um homem corajoso. Apenas estava do lado errado, politicamente.

O que sou contra é criminalizar a homofobia só para coibir brincadeiras como as suas. Pois os gays que se prezam nem ligam prá elas, embora as considerem um pecado. Embora eu saiba que não é só por pecados deste tipo que você irá fazer um estágio nas brasas naquele local nada aprazível.

Obrigada pelo comentário, apesar de um pouco torto.

Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

Altamir Pinheiro disse...

Prezada Lucinha Peixoto,

APLICANDO AQUI TODO O MEU MACHISMO ENRAIZADO(ALIÁS, COMO DESCULPA, USO ESSA FAMOSA FRASE SURRADA: “ME CRIARAM PRA ISSO!!!”, DESCONHEÇO NA LITERATURA MUNDIAL, ALGUMA INSINUAÇÃO QUE O CHE NÃO ERA CHEGADO A FRUTA. AFINAL, FALAVA COMO HOMEM, SE VESTIA COMO HOMEM, ANDAVA COMO HOMEM, COÇAVA O SACO COMO TODOS NÓS, NÃO USAVA CALCINHA ROSA E NEM PINTAVA OS BEIÇOS. CHEGOU ATÉ A CASAR-SE POR DUAS VEZES E TEVE 5 FILHOS(NÃO TENHO NOTÍCIA NEM MESMO CONHECIMENTO SE ERAM DO URSO). NO ENTANTO, CONFESSO, UMA DAS COISAS QUE EU NUNCA SOUBE ERA SE ELE LIA A REVISTA PLAYBOY. DE UMA VEZ POR TODA GOSTARIA DE DEIXAR BEM EXPLICADINHO, NOS MÍNIMOS DETALHES, QUE EU NUNCA FUI SIMPATIZANTE DO CHE POLÍTICO OU DA DOUTRINA QUE ELE DEFENDIA, APENAS CONCORDAVA E CONCORDO COM ALGUNS DOS SEUS PENSAMENTOS. COMO TAMBÉM, NUNCA O DEFENDI POLITICAMENTE E SIM PELO SEU IRRETOCÁVEL CARÁTER, PELA SUA COERÊNCIA, SEU MODO ESPARTANO DE SER E PROCEDER. NÃO É À TOA, QUE, É CONSIDERADO O HOMEM MAIS PERFEITO DO SÉCULO XX(MORALMENTE E DISCIPLINARMENTE FALANDO). INCLUSIVE, TIVE OPORTUNIDADE DE CONVERSAR COM O GUERRILHEIRO DO TUPANAMARO JOSÉ “PEPE” MOJICA, HOJE PRESIDENTE ELEITO DO URUGUAI, E ELE ME RELATOU E CONFIRMOU TODAS ESSAS VIRTUDES ACIMA DISCRIMINADAS. OUTROSSIM, MINHA PREZADA LUCINHA, TUDO INDICA, PELO MENOS POR ENQUANTO, QUE EU NÃO IREI FAZER ESTÁGIO NAQUELE AMBIENTE SINISTRO ONDE SÓ HÁ TREVAS. POR ISSO, MESMO EU SENDO UM PERVERTIDO ASSUMIDO E IRRECUPERÁVEL(CASO PERDIDO...), NÃO ME CONDENE ÀS PROFUNDAS DO INFERNO. ATÉ PORQUE, DEUS JÁ ABRIU UM RIGOROSO INQUÉRITO CONTRA O GUERRILHEIRO CHUMBO GROSSO...